Apple alfineta Google em novo comercial sobre privacidade

1 min de leitura
Imagem de: Apple alfineta Google em novo comercial sobre privacidade
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A Apple lançou um novo comercial nos Estados Unidos e, como de costume, enfatizou o foco em privacidade dos iPhones. Além de "vender o peixe" dos celulares da marca, a peça publicitária também alfineta, de maneira sutil, concorrentes como a Google.

Em um vídeo de pouco mais de um minuto, que pode ser visto abaixo, a Apple mostra pessoas falando informações de sua vida pessoal em voz alta, em locais públicos. Apesar de não citar nominalmente a Google, as situações apontam que o vídeo foi uma indireta para a empresa.

Os primeiros segundos da produção mostram um homem falando suas pesquisas online em voz alta, dentro de um ônibus. A situação é uma alusão ao buscador da dona do Android, que atualmente domina o mercado. Segundo rumores, a Apple estaria desenvolvendo um mecanismo para rivalizar com o Google Search.

Em outra situação retratada no comercial, duas colegas de trabalho gritam o conteúdo de mensagens de texto trocadas no escritório. A passagem é uma referência ao G Suite e as soluções corporativas da Google, como o app de reuniões Meet e o Gmail.

O comercial da Apple também mostra um homem correndo no parque e falando seu ritmo cardíaco, além de pessoas compartilhando lista de compras recentes e o número do cartão de crédito. A Google oferece serviços de monitoramento pelo sistema Google Fit e traz mecanismos de pagamento pela Play Store e Google Pay.

O comercial da Apple termina com a frase "o que acontece no iPhone, fica no iPhone". O slogan já foi utilizado pela empresa em campanhas publicitárias anteriormente, inclusive em feiras como a Consumer Electronic Show (CES). O outdoor abaixo, por exemplo, apareceu na edição do ano passado do evento de tecnologia.

Apple costuma dar ênfase para a privacidade dos iPhonesApple costuma dar ênfase para a privacidade dos iPhonesFonte:  Yahoo Finanças 

Privacidade: Google x Apple

A privacidade costuma ser o principal ponto em que a Apple ataca seus concorrentes. Porém, a firma também acaba se metendo em encrencas envolvendo o assunto. 

No começo do ano, o comandante da Amazon, Jeff Bezos, teve seu iPhone hackeado por meio do WhatsApp. O aplicativo de e-mails da empresa também sofreu com brechas em 2020 e teve que ser atualizado às pressas pela companhia.

Já no lado dos desenvolvedores, a Apple recebeu críticas por causa do login seguro da empresa. Empresas como a AnyList acusaram o sistema de trazer problemas de implementação e exigir gastos extras.

Imagem: Smartphone Apple iPhone 11, 64GB
Imagem: Tecmundo Recomenda

Smartphone Apple iPhone 11, 64GB

O iPhone 11 tem 6,1 polegadas de tela, chip A13 Bionic com desempenho remarcável e câmera dupla que tiram excelentes fotos e vídeos. Um bom investimento para quem procura durabilidade e qualidade.

Fontes

Apple alfineta Google em novo comercial sobre privacidade