Governo chinês pode impedir venda do TikTok para empresas dos EUA

1 min de leitura
Imagem de: Governo chinês pode impedir venda do TikTok para empresas dos EUA
Imagem: Reprodução
Avatar do autor

Há algumas semanas circulam informações sobre negociações a respeito da venda do TikTok para companhias norte-americanas, mas a transação pode ter mais obstáculos que os já previstos. Isso porque o governo chinês estabeleceu novas regras para a comercialização de diversos tipos de tecnologia, incluindo de processamento de dados e de reconhecimento de voz e texto, algo que afeta diretamente o aplicativo.

De acordo com o ministro do Comércio e com o ministro da Ciência e Tecnologia do país asiático, tais especificações visam "formalizar o gerenciamento de exportação tecnológica" e "proteger a segurança nacional." Em tese, a China pode, a partir de agora, impedir a aquisição do fenômeno da internet por empresas como a Microsoft, uma vez que qualquer movimento deve ser aprovado pelas autoridades, afirmam especialistas em entrevista à CNN.

Tanto o aplicativo quanto a sua proprietária, a ByteDance, não foram, em momento algum, citados diretamente. Ainda assim, Erich Andersen, conselheiro geral da companhia, revelou seu posicionamento enquanto estuda as novas diretrizes: "Como qualquer transação internacional, seguiremos as leis aplicáveis, o que, neste caso, inclui as dos Estados Unidos e da China."

Novos obstáculos chegaram para a venda do TikTok.Novos obstáculos chegaram para a venda do TikTok.Fonte:  Reprodução 

Mais que gatos e danças

Não é a primeira vez que o TikTok vê interferência governamental em sua atuação. Antes, Donald Trump, presidente dos EUA, já havia deixado claro que o baniria do território, a menos que parte das operações fosse vendida a empresas de lá.

Também em entrevista à CNN, Elena Chachko, professora de Direito da Harvard Law School, diz que esta parece ser uma dinâmica de "olho por olho", complementando que a China está deixando claro que o destino do aplicativo não está inteiramente nas mãos do país comandado por Trump.

Nathaniel Rushforth, especialista em segurança e conformidade de dados, explica o porquê de tanto conflito: "Enquanto estamos falando de um app cheio de vídeos de danças e gatos, existe uma tecnologia implícita que qualquer nação gostaria de proteger, a exemplo dos algoritmos de inteligência artificial que tornam sua timeline tão viciante."

"Pequim quer manter seu status ascendente na tecnologia global”, complementa Shirley Yu, pesquisadora da London School of Economics.

Governo chinês pode impedir venda do TikTok para empresas dos EUA