Netflix rejeita oferta de compra do TikTok, diz jornal

1 min de leitura
Imagem de: Netflix rejeita oferta de compra do TikTok, diz jornal
Imagem: Netflix/Divulgação
Avatar do autor

A rede social de vídeos TikTok teria ofertado suas operações para a Netflix. E o relatório publicado pelo The Wall Street Journal na segunda-feira (24) indica que a gigante do streaming teria recusado a oferta multibilionária.

O TikTok é a mais recente empresa de tecnologia da China a sofrer sanções do governo de Donald Trump, atual presidente dos Estados Unidos. Ordens executivas publicadas no início do mês citam o encerramento de negócios do país com empresas como ByteDance (controladora do TikTok) e Tencent (controladora do WeChat).

O revés fez o TikTok procurar companhias norte-americanas para vender seus ativos e continuar operando de forma independente. A ordem de Trump prevê a compra da rede social por uma empresa do país, no entanto, a ByteDance tenta desafiar judicialmente o banimento.

Até US$ 50 bilhões

A venda das operações do TikTok nos Estados Unidos seria estimada entre US$ 10 bilhões e US$ 50 bilhões. Para efeito de comparação, o Instagram foi comprado pelo Facebook por aproximadamente US$ 1 bilhão, enquanto o WhatsApp foi adquirido por cerca de US$ 19 bilhões.

A Netflix é a mais recente empresa a ser vinculada à compra do TikTok. Além dela, grandes nomes como Microsoft e Twitter teriam demonstrado interesse. A Apple, que recentemente atingiu US$ 2 trilhões em valor de mercado, negou estar interessada na aquisição.

Não está claro, no momento, em que estágio está a negociação do TikTok com empresas dos EUA. No começo de agosto, foi relatado que a Microsoft teria iniciado as negociações no país, no Canadá, na Nova Zelândia e Austrália.

A rede social teria mais de 1 bilhão de usuários ativos mensais, tendo cerca de 66% do público com menos de 30 anos de idade.

Netflix rejeita oferta de compra do TikTok, diz jornal