Prática de home office pode “esvaziar” o Vale do Silício

1 min de leitura
Imagem de: Prática de home office pode “esvaziar” o Vale do Silício
Imagem: Medium.com/Reprodução
Avatar do autor

Adotada durante a pandemia do coronavírus, a prática de home office pode mudar o cotidiano das empresas do Vale do Silício. Isso porque muitos colaboradores estão repensando sua forma de trabalho e desejando abandonar a região em São Francisco.

Com a possibilidade de trabalhar de qualquer lugar com um notebook e uma rede wi-fi, os trabalhadores pretendem deixar a cidade californiana. Há muitos anos, ela é criticada por recusar a construção de novas moradias e por ter aluguéis muito altos.

Com o trabalho remoto, colaboradores estudam mudar para zonas rurais ou para as costas dos EUA.Com o trabalho remoto, colaboradores estudam mudar para zonas rurais ou para as costas dos EUA.Fonte:  Pixabay.com/Reprodução 

Segundo o artigo do site norte-americano The Verge, os trabalhadores estão estudando possibilidades de deixar o Vale do Silício para trabalhar remotamente. Com o salário médio das empresas da região, é possível viver confortavelmente em outras cidades dos EUA.

Por isso, alguns deles especulam mudar para estados como Nova York e Havaí. Outros, planejam viver em lugares longe das grandes cidades, onde o custo de vida é menor.

Por exemplo, um funcionário de uma empresa de tecnologia optou por abandonar o aluguel mensal de US$ 3 mil para investir em uma casa em Sacramento. Para ele, não fazia sentido manter um apartamento em São Francisco se pode realizar seu trabalho em qualquer lugar.

Empresas como Facebook pagam bônus para funcionários que moram perto dos seus escritórios.Empresas como Facebook pagam bônus para funcionários que moram perto dos seus escritórios.Fonte:  Arch2o.com/Reprodução 

Incentivo de todos os lados

Inicialmente por conta da pandemia, grandes companhias incentivaram seus colaboradores a trabalharem de casa. Contudo, a prática parece ter entrado no escopo delas.

Recentemente, o Twitter revelou que os funcionários vão poder seguir neste regime permanentemente. Bem como, a Google anunciou que seus colaboradores vão continuar trabalhando em casa até junho e o Facebook estendeu esse prazo até o fim do ano.

Contudo, vale lembrar que o Facebook tem o costume de pagar um bônus de US$ 10 mil para que os novos contratados possam encontrar moradias próximas aos seus escritórios. O que pode ser uma solução para os trabalhadores que não possam adotar o home office.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Prática de home office pode “esvaziar” o Vale do Silício