Trump pede que empresas de processadores abram fábricas nos EUA

1 min de leitura
Imagem de: Trump pede que empresas de processadores abram fábricas nos EUA
Imagem: The White House
Avatar do autor

O governo dos Estados Unidos, a mando do presidente Donald Trump, está negociando com fabricantes de semicondutores para que as empresas abram fábricas de chips em território norte-americano.

Segundo a Reuters, Intel e TSMC, alguns dos maiores nomes do setor, já se reuniram com as autoridades locais e estão em conversas avançadas. Em um comunicado, a Intel afirmou que está "bem posicionada para trabalhar com o governo dos EUA para operar uma fábrica comercial pertencente ao país e garantir um vasto catálogo de microeletrônicos seguros". É possível que o Pentágono entre como parceiro na empreitada.

Já a TSMC, que é originalmente de Taiwan, também iniciou conversas com o governo, mas ainda não tomou uma decisão. Outras regiões também estariam interessadas na abertura de uma fábrica da empresa, mas o fato de ela ser uma das principais fornecedoras de processadores para a Apple deve pesar.

Vontade antiga

A política de Trump de trazer companhias de tecnologia para os Estados Unidos já é antiga: ainda na campanha presidencial, ele reclamava que a Apple, fundada no país, produzia os aparelhos em outras regiões. Apesar da relação com Tim Cook ter melhorado em alguns segmentos, a companhia chegou a seguir o caminho contrário e transferir produções para a China.

A ideia por trás do plano é não apenas gerar empregos localmente, mas também diminuir a dependência de países asiáticos em tecnologia.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Trump pede que empresas de processadores abram fábricas nos EUA