Xiaomi anuncia que 80% das operações em Wuhan foram retomadas

1 min de leitura
Imagem de: Xiaomi anuncia que 80% das operações em Wuhan foram retomadas
Fonte: Unsplash
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Aparentemente, as coisas estão começando a voltar ao normal na China – ao menos para a Xiaomi. Em conferência realizada nesta manhã (19/03), o presidente da empresa, Wang Xiang, comunicou que os 2 mil empregados da unidade de Wuhan (local de origem da pandemia) não foram contaminados pelo Coronavírus.

Afastados das funções desde 20 de janeiro, todos retornaram gradualmente ao trabalho. Com a retomada, ainda de acordo com o executivo, cerca de 80% da capacidade produtiva máxima da companhia já foi recuperada. Além disso, mais de 1.800 unidades de varejo oficiais foram reabertas no país.

A dedicação da empresa, entretanto, não se limita à produção e venda dos aparelhos de suas linhas. Wang declarou que a Xiaomi também está direcionando esforços para a doação de suprimentos médicos a outros países afetados pela Covid-19.

(Reuters/Reprodução)(Reuters/Reprodução)Fonte:  Reuters 

Cuidados com o Coronavírus continuam

Não é porque as notícias são boas que a empresa vai se descuidar e contar com a sorte. Como medida preventiva para evitar qualquer contaminação, cada equipe presencial recebeu duas máscaras, uma garrafa spray com álcool e outra com desinfetante antibacteriano.

Com o terreno preparado, a linha de produção da Redmi também está operando em sua capacidade total. Dada a normalização das atividades das fábricas chinesas, há expectativa de que a série Mi 10 desembarque na Índia em 31 de março. O COO da Xiaomi Índia, Murali Krishnan, garante que a pandemia não afetará os negócios da empresa no país.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Xiaomi anuncia que 80% das operações em Wuhan foram retomadas