Audiência de ação contra Elon Musk foi adiada devido ao COVID-19

1 min de leitura
Imagem de: Audiência de ação contra Elon Musk foi adiada devido ao COVID-19
Avatar do autor

Na última sexta-feira (13), a audiência de um processo na justiça contra Elon Musk foi adiada, por causa do Coronavírus (COVID-19). A etapa, que aconteceria na segunda-feira (16), em um tribunal no estado de Delaware, nos EUA, previa a apresentação da defesa do CEO da Tesla, investigado por supostamente enganar acionistas sobre os benefícios da compra da SolarCity, empresa de serviços de energia solar, por US$ 2,2 bilhões.

Nesse sentido, a acusação argumentou que, por exemplo, seus clientes não foram informados sobre o fato de a subsidiária estar possivelmente à beira da falência naquele momento. O acordo teria ainda sido benéfico apenas o próprio Musk, seus primos — que eram cofundadores da empresa — e diretores da Tesla que tinham participação nas ações da companhia.

Musk terá de esperar contenção do Coronavírus para apresentar defesa no tribunal.Musk terá de esperar contenção do Coronavírus para apresentar defesa no tribunal.Fonte:  Flickr 

Por sua vez, o CEO disse que as ações da Tesla triplicaram após a aquisição, e foram direcionadas para projetos internos, como o sedan elétrico Model 3, que incluiu também parte da equipe da SolarCity. Assim, não teria relação com uma suposta quebra desse empreendimento ou com o fato de o mercado de soluções solares estar em baixa.

Além disso, os acionistas reivindicam cerca de US$ 2,2 milhões, que teriam deixado de receber, devido à transação — inclusive criticada inicialmente por investidores por colocar o futuro da Tesla em risco. Agora, diante do avanço do Coronavírus no mundo todo, a audiência que colocaria fim à história permanece com data incerta.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Audiência de ação contra Elon Musk foi adiada devido ao COVID-19