Google e SoftBank querem 'antenas voadoras' para fornecer internet

1 min de leitura
Imagem de: Google e SoftBank querem 'antenas voadoras' para fornecer internet
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

No ano passado, o Grupo Alphabet, dona da Google, e o conglomerado japonês SoftBank formaram uma aliança com o objetivo de fornecer sinal de internet em locais remotos ou de difícil acesso. Para isso, as empresas vão utilizar duas tecnologias semelhantes, mas fazendo uso de equipamentos diferentes.

A vontade de fornecer cobertura de rede para lugares inóspitos do globo não é um esforço recente. Várias empresas já cogitaram estratégias para suprir essa necessidade, mas os desafios são muitos, e envolve um grande investimento.

Fonte: Pixabay/Reprodução

“Antenas voadoras”

A aliança entre Alphabet e SoftBank visa utilizar antenas aéreas de telefonia para emitir os sinais. O projeto da Alphabet, chamado Loon, quer colocar essas antenas em suspensão por meio de balões movidos a energia solar. Já o projeto do SofBank, chamado HAPSMobile, quer usar drones alimentados por energia solar, em vez de balões.

Ambos os sistemas precisam de uma regulamentação para poder entrar em funcionamento. Neste sentido, a companhia aeroespacial Airbus, juntamente com empresas de telefonia como Nokia, Ericsson, Deutsche Telekom, China Telecom, Telefonica e Bharti Airtel já estão se organizando para definir padrões uniformes para os sistemas voadores.

A Loon já saiu na frente e firmou acordos com fornecedores de redes sem fio no Quênia e no Peru, para prover internet rápida em locais de difícil acesso e também onde o sinal for prejudicado devido a desastres naturais.

A HAPSMobile começou a testar seus drones, mas ainda enfrenta problemas como limitação tecnológica e leis federais.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
Google e SoftBank querem 'antenas voadoras' para fornecer internet