Coronavírus derruba vendas de celulares; pior em nível em 5 anos

1 min de leitura
Imagem de: Coronavírus derruba vendas de celulares; pior em nível em 5 anos
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Uma reportagem do Trendforce, sobre o impacto do surto do coronavírus no segmento tecnológico, indica que as vendas mundiais de smartphones podem chegar ao nível mais baixo em cinco anos, neste primeiro trimestre de 2020. Em meio à crise que arrebata a indústria chinesa, a Apple seria uma das empresas mais afetadas com a queda nas vendas de celulares, enquanto que a Samsung seria a menos impactada.

Apple em “maus lençóis”

Nesta segunda-feira (17), a própria Apple se manifestou, dizendo que suas metas de vendas não devem alcançar os patamares previstos antes do surto.

O segmento de smartphones foi altamente impactado, ainda mais se considerarmos as fabricantes chinesas, e a Apple, que mantém uma boa quantidade de suas fábricas na China.

No primeiro trimestre de 2020, as vendas de celulares devem cair cerca de 12%; o pior desempenho em cinco anos. Se o surto não for contido até o final de fevereiro, as vendas continuarão em baixa porque alguns componentes são essencialmente fabricados em solo chinês. É o caso dos módulos de câmera, por exemplo.

Fonte: Unsplash/Gian Cescon/Reprodução

A Apple ainda poderá sofrer com o iPhone vendendo 10% menos, assim como os AirPods e Apple Watches, que devem ter uma queda de 16%.

Samsung ficará em posição de destaque

A Samsung, por outro lado, pode registrar uma queda nas vendas de seus smartphone de apenas 3%; um baque bem menor que o da Maçã.

A razão para isso é que a sul coreana não possui mais fábricas na China. Metade dos aparelhos da Sammy são fabricados no Vietnã, que foi muito menos afetado com o surto do coronavírus que a China.

Outro fator que influencia, é que a Samsung já vende muito menos smartphones na China do que a Apple. Logo, a crise por lá tende a afetar os produtos mais populares.

De qualquer forma, a Sammy ainda depende de componentes que não fornecidos por fabricantes chineses. Sendo assim, se a crise permanecer por muito tempo, os efeitos negativos serão cada vez maiores.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Coronavírus derruba vendas de celulares; pior em nível em 5 anos