Rappi demitiu mais de 300 funcionários em corte geral

1 min de leitura
Imagem de: Rappi demitiu mais de 300 funcionários em corte geral
Avatar do autor

Nos últimos dias, a Rappi demitiu 6% de sua força de trabalho, o equivalente a 300 funcionários. Estima-se que no Brasil tenham sido 150 demissões, concentradas em cargos juniores. Esse fato levantou questionamentos relacionados à força da Rappi em um mercado cheio de concorrentes.

O iFood, que sempre representou um forte adversário para a empresa, também tem crescido. Por consequência, a Rappi está lidando com desafios para atrair e reter tanto consumidores quanto restaurantes. Diante disso, com o objetivo de aumentar a rentabilidade do negócio e se manter no mercado, a Rappi resolveu adotar novas estratégias.

(Fonte: Sou BH/Reprodução)

As demissões ocorreram oito meses após a empresa receber um investimento de US$1 bilhão da multinacional japonesa Softbank, mas segundo a revista Reuters, a própria empresa esclareceu que a corporação não estaria envolvida nas decisões. Na verdade, a medida é apenas uma das etapas de um plano de crescimento focado em tecnologia e desenvolvimento de software.

"Em 2020, decidimos dobrar nossa equipe de tecnologia e focar em nossa experiência com o usuário. Para alcançar esse objetivo, decidimos reduzir algumas áreas e expandir outras.”, declarou um porta-voz da Rappi sobre os cortes. Quais novidades a Rappi está guardando para os usuários nesse ano? Dê sua opinião nos comentários!

Cupons de desconto TecMundo:

Categorias

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Rappi demitiu mais de 300 funcionários em corte geral