Chinês que deu golpe de US$ 1 milhão na Apple pega três anos de prisão

1 min de leitura
Imagem de: Chinês que deu golpe de US$ 1 milhão na Apple pega três anos de prisão
Avatar do autor

O estudante chinês Quan Jiang foi condenado a 37 meses de prisão e mais três anos de supervisão por aplicar um elaborado golpe contra a Apple, arrecadando cerca de US$ 1 milhão no processo. O caso foi denunciado inicialmente em abril deste ano e, um mês depois, o rapaz se declarou culpado quando já aguardava o julgamento.

Jiang, que tem 30 anos e era estudante de engenharia nos Estados Unidos, utilizou-se de brechas no sistema de garantia da Apple entre janeiro de 2016 e fevereiro de 2018. Junto com um colega, o também aluno Yangyang Zhou, ele foi capaz de trocar 1,5 mil iPhones falsos com a própria empresa, recebendo aparelhos verdadeiros no lugar para revender por altos preços em Hong Kong.

O colega do rapaz ainda não foi julgado, mas pode pegar uma pena similar.

Relembre o golpe

Os estudantes usaram iPhones falsos para explorar a política de devolução da Apple e conseguir novos dispositivos totalmente legítimos por meio da garantia.

Mais de 3 mil celulares falsos que "não funcionavam" foram enviados para a companhia ou revendedoras parceiras para troca — e a empresa concedeu um substituto em quase metade dos casos. O principal motivo para a aceitação pela Apple era a dificuldade de perceber se o modelo não funcionava por estar com defeito ou por ser de fato uma mercadoria falsa.

Porém, a Maçã percebeu depois de algum tempo que algo estava errado, porque vários endereços se repetiam. A polícia norte-americana conseguiu interceptar carregamentos de aparelhos falsos com o endereço de Jiang como destinatário, o que levou à prisão dos estudantes.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Chinês que deu golpe de US$ 1 milhão na Apple pega três anos de prisão