Uber demite mais 435 funcionários após prejuízo bilionário

1 min de leitura
Imagem de: Uber demite mais 435 funcionários após prejuízo bilionário
Avatar do autor

Em agosto deste ano, a Uber demitiu 400 funcionários do seu setor de marketing como uma forma de conter despesas. Agora, a empresa volta a anunciar uma nova leva de cortes, diminuindo em 435 o seu número de empregados ao redor do globo.

Segundo informações divulgadas pelo site TechCrunch, os cortes foram nos times de produtos e engenharia, e a medida foi anunciada após a companhia revelar um prejuízo líquido de US$ 5,2 bilhões. Apesar de estar diante de um cenário que parece um pouco conturbado, a Uber está em busca de novos engenheiros de software e gerentes de produtos para compor sua equipe.

(Fonte: The Verge/Reprodução)

“Nossa esperança com essas mudanças é redefinir a maneira como nós trabalhamos no dia a dia, priorizando de maneira impiedosa e sempre nos mantendo responsáveis por um alto nível de desempenho e agilidade. Enquanto certamente é algo doloroso no momento, especialmente por aqueles afetados, acreditamos que isso irá resultar numa organização técnica muito mais forte, o que irá permitir contratar alguns dos melhores talentos do mundo no futuro”, disse um porta-voz da empresa.

Vale mencionar que essas novas demissões afetaram os times da companhia localizados mais ao norte, sendo 85% dos cortes feitos nos Estados Unidos, 10% na região asiática e 5% na Europa, Oriente Médio e África.

Crescimento em outras áreas

Mesmo com os cortes mencionados, á válido lembrar que a Uber vem investindo cada vez mais em outras áreas. O serviço de transporte de cargas, por exemplo, deve receber um investimento de US$ 200 milhões por ano, além da contratação de dois mil novos empregados para atuar nesta frente.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Uber demite mais 435 funcionários após prejuízo bilionário