Trump aumenta tarifa de produtos da Apple para 15% a partir de dezembro

1 min de leitura
Imagem de: Trump aumenta tarifa de produtos da Apple para 15% a partir de dezembro
Avatar do autor

O presidente americano Donald Trump anunciou, pelo Twitter, um novo aumento de tarifas para produtos importados da China. Nesse pacote, o iPhone, principal produto da Apple, além de outros vários itens, sofrerá um aumento de tarifa de 10% para 15% a partir do dia 15 de dezembro.

A China havia respondido ao aumento de tarifas anteriores por parte do governo dos EUA na mesma moeda, ou seja, subindo as taxas de importação dos produtos americanos. Agora, foi a vez de Trump fazer a mesma coisa. A publicação com os novos valores para as tarifas foi publicada no Twitter e confirmada pelo Escritório do Represente de Comércio dos EUA (USTR, na sigla em inglês).

Veja como ficam as tarifas para produtos da Apple

Fonte: Seeking Alpha/Reprodução

Vários produtos, incluindo roupas, calçados, brinquedos e eletrônicos estarão sob o efeito das novas tarifas. Para uma parte desses produtos, o valor sobe de 25% para 30%, e começa a valer a partir do dia 1ª de setembro.

Veja como a medida afeta os produtos da Apple:

Tarifas de 25% para 30% (1º de setembro de 2019)

  • Macs para desktop (talvez a Apple declare o iMac como isento)
  • Apple Watch
  • AirPods e todos os fones de ouvido sem fio da marca Beats
  • HomePod

Tarifas de 10% para 15% (15 de dezembro de 2019)

  • iPhone
  • iPad
  • MacBook / Air / Pro
  • Pod touch
  • Apple TV
  • Apple Pro Display XDR
  • Teclados
  • Fones de ouvido com fio

Apple continua dependente da China

Embora pareça que a Apple esteja se planejando para absorver os custos extras sem repassá-los aos consumidores, não podemos afirmar que a companhia poderá arcar com essa tarefa, nem por quanto tempo.

Alguns especialistas imaginaram que ela tentaria reduzir a dependência de suas fábricas chinesas, mas, de acordo com a Reuters (informado pelo 9To5Mac), de 2015 a 2019, a Apple aumentou o número de fábricas na China muito mais que em países como Índia e Brasil.

***

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Trump aumenta tarifa de produtos da Apple para 15% a partir de dezembro