Redmi pode entrar no ramo de TVs, sugere CEO

1 min de leitura
Imagem de: Redmi pode entrar no ramo de TVs, sugere CEO
Avatar do autor

A Redmi, que se notabilizou como uma submarca da Xiaomi focada no lançamento de aparelhos de baixo custo, pode entrar em um novo mercado: o de televisores. Quem indicou o caminho foi o próprio CEO da marca, Lu Weibing, em uma postagem feita na rede social chinesa Weibo.

Weibing foi bem direto e perguntou aos usuários: "Vocês querem que a Redmi faça uma TV?". Apesar de parecer uma questão inocente, a Redmi na verdade tem diversificado o catálogo para além dos telefones, lançando recentemente powerbanks, notebooks e uma série de aparelhos inteligentes para uso doméstico. Entre os smartphones, o destaque mais recente é a dupla K20 e K20 Pro, com ótimas especificações técnicas e o já famoso preço convidativo.

Sucesso da Xiaomi

Além dessa nova estratégia, o CEO puxou a pergunta após parabenizar o chefe da Xiaomi, Lei Jun, por liderar a indústria de televisores na primeira metade de 2019. Por isso, não seria surpresa se o questionamento não fosse já um aquecimento para um futuro produto já em desenvolvimento.

Vale lembrar que, desde janeiro de 2019, a companhia se tornou uma marca paralela da Xiaomi, com corpo executivo diferente e tudo mais, não sendo apenas mais uma linha da gigante chinesa. Isso significa que elas até mesmo competem em alguns segmentos — o que pode acontecer aqui, já que a Xiaomi está acostumada também a lançar televisores a preços reduzidos.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Redmi pode entrar no ramo de TVs, sugere CEO