Huawei teria negociado com a Coreia do Norte, segundo Washington Post

1 min de leitura
Imagem de: Huawei teria negociado com a Coreia do Norte, segundo Washington Post
Fonte: engadget
Avatar do autor

Segundo o Washington Post, a Huawei teria secretamente contribuído para a construção do “Koryolink”, rede móvel de internet utilizada pela Coreia do Norte. Documentos vazados para o veículo por fontes anônimas comprovariam o envolvimento da empresa.

Segundo a publicação, através de planilhas e contratos compartilhados por um antigo contribuidor — que prefere não ser identificado por questões de segurança —, foi possível confirmar a parceria entre a Huawei e a estatal chinesa Panda International Information Technology por pelo menos 8 anos em projetos que beneficiariam a Coreia do Norte.

O Koryolink é uma rede muito restritiva, que não permite ligações internacionais ou acesso à internet. Além disso, o sistema é bastante conhecido por ser usado como uma forma de espionagem por parte do governo. A Huawei, nesse caso, teria supostamente testado se a criptografia utilizada pelo governo era efetiva na proteção de diálogos e informações oficiais.

huawei propagandaO vazamento pode ajudar a manter o banimento da Huawei dos Estados Unidos. (Fonte: Engadget/Reprodução)Fonte: engadget

As revelações levantaram a suspeita de que a companhia possa ter usado recursos norte-americanos nas negociações, violando os controles de exportações dos EUA. A chinesa, entretanto, negou ter qualquer envolvimento com a Coreia do Norte no presente e preferiu não se pronunciar sobre conexões no passado.

Apesar de ter declarado que já havia investigado a ligação entre ambos, o Departamento de Comércio dos Estados Unidos se recusou a comentar. A empresa também está enfrentando acusações do Departamento de Justiça dos Estados Unidos por violar sanções sobre o Irã.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Huawei teria negociado com a Coreia do Norte, segundo Washington Post