Imagem de: Google e Facebook são investigados por marketing ilegal no Reino Unido

Google e Facebook são investigados por marketing ilegal no Reino Unido

1 min de leitura
Avatar do autor

Tanto a Google quanto o Facebook vivem rodeados de questionamentos e ações envolvendo monopólio e abuso em suas políticas de uso de dados para publicidades em todo o mundo — um dos casos icônicos é a multa bilionária aplicada pela Comissão Europeia à Gigante das Buscas. Agora, as duas companhias estão na mira do governo britânico.

“Dois fornecedores em particular, a Google e o Facebook e suas respectivas subsidiárias (como YouTube e Instagram) ocupam posições de liderança no mercado de publicidade on-line no Reino Unido, com a maioria das receitas de publicidade digital divididas entre as duas empresas. A publicidade digital compreende a maioria substancial das receitas de ambas”, diz o estudo da Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA, em inglês), departamento que fiscaliza atividades anticompetitivas.

Segundo o Guardian, o texto da entidade se concentra em três áreas de dano potencial aos consumidores: quanto poder de mercado essas plataformas têm; se os consumidores podem e irão controlar como os dados sobre eles são usados e coletados nesses apps; e se a concorrência no mercado de anúncios digitais pode ser “distorcida” pelas gigantes. 

googleFonte: eCommerce na Prática/Reprodução

De agora até o próximo dia 30, o CMA coleta comentários de vários grupos do governo, de anunciantes, editores, empresas de tecnologia de anúncios, grupos de consumidores e outras companhias do setor. Após esse prazo, será realizada um levantamento de mercado até o dia 2 de janeiro de 2020, com relatório final sendo publicado no dia 2 de julho de 2020.

Por enquanto, Facebook e Google se mantêm em silêncio sobre o assunto.

Cerco sobre dados de publicidade tem aumentado

Vale destacar que a própria Google segue sob a mira da Comissão Europeia em relação a outras práticas envolvendo seus apps e anúncios e o próprio Departamento de Justiça dos Estados Unidos está de olho nas “condutas anticompetitivas” de várias gigantes do Vale do Silício — incluindo a Apple e o Twitter.

“O crescimento do poder de monopólio em toda a nossa economia é um dos maiores desafios econômicos e políticos que enfrentamos hoje”, disse o deputado David N. Cicilline, democrata de Rhode Island e presidente da Subcomissão Antitruste da Câmara, de acordo com o CNET. “O poder de mercado nos setores digitais apresenta um novo conjunto de perigos.”

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Google e Facebook são investigados por marketing ilegal no Reino Unido