Xiaomi refuta pesquisa e diz ter vendido 27,5 milhões de celulares em 2019

1 min de leitura
Imagem de: Xiaomi refuta pesquisa e diz ter vendido 27,5 milhões de celulares em 2019
Avatar do autor

Xiaomi contestou dados da consultoria IDC e afirmou ter vendido mais de 27 milhões de unidades de smartphones durante o primeiro trimestre de 2019. Um relatório publicado pela IDC apontava que a companhia chinesa teria vendido apenas 25 milhões de unidades, o que representaria uma queda de 3,2 milhões em relação ao mesmo período do ano passado.

A posição da empresa foi revelada em um comunicado oficial voltado principalmente para os investidores. Nele, a Xiaomi afirma que a quantidade de smartphones enviados às lojas é maior que o divulgado por terceiros, em uma referência clara às informações publicadas mais cedo. Os novos dados devem acalmar investidores preocupados com uma possível queda mais brusca nas vendas.

De qualquer forma, a mudança não altera o cenário global. A Xiaomi mantém a quarta posição e hoje é responsável por 8% dos smartphones vendidos em todo o mundo. A Huawei ultrapassou a Apple e agora se aproxima da Samsung na disputa pelo primeiro lugar, tendo vendido quase 60 milhões de unidades apenas nos primeiros três meses deste ano.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Xiaomi refuta pesquisa e diz ter vendido 27,5 milhões de celulares em 2019