Qualcomm cobra US$ 31 milhões em royalties da Apple por quebra de patente

1 min de leitura
Imagem de: Qualcomm cobra US$ 31 milhões em royalties da Apple por quebra de patente
Avatar do autor

Mais um capítulo da batalha judicial entre Qualcomm e Apple se desenrolou na última sexta-feira (08). A fabricante de chips levou um especialista para uma nova sessão do julgamento para aferir um valor real sobre três das várias patentes que a Apple teria infringido nos últimos anos na fabricação de seus iPhones. Segundo o CNET, a Qualcomm estaria pedindo US$ 1,40 em royalties por cada smartphone da Maçã vendido desde 2017, totalizando um montante de US$ 31 milhões.

Considerando o tamanho da Apple – que chegou a valer US$ 1 trilhão no fim do ano passado –, a multa não seria um grande prejuízo para suas contas, considerando que o tribunal a obrigue pagar os US$ 31 milhões.

Caso a Maçã seja obrigada a pagar alguma coisa nessa batalha de patentes, a Qualcomm se estabeleceria de vez como a parte lesada em toda a história

Mesmo assim, os advogados da Apple tentam dispensar a validade da avaliação do especialista, com a finalidade de conseguir uma multa ainda mais baixa. Seja qual for o valor, caso a Maçã seja obrigada a pagar alguma coisa nessa batalha de patentes, a Qualcomm se estabeleceria de vez como a parte lesada em toda a história.

Isso porque, dois anos atrás, quando a Apple, junto com a Intel, denunciou a Qualcomm para as autoridades norte-americanas por prática de monopólio na venda de modems para internet móvel, a fabricante de chips acabou se dando mal. A mesma dupla também ajudou governos de outros países a punir a Qualcomm.

Em contrapartida, a Qualcomm agora acusa a Apple de infringir sua tecnologia e oferecer isso para que a Intel pudesse fabricar modens mais baratos para seus iPhones.

Não se sabe exatamente onde essa batalha vai parar, mas o julgamento das patentes ainda deve ter vários capítulos.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Qualcomm cobra US$ 31 milhões em royalties da Apple por quebra de patente