No ano passado, o The Wall Street Journal ventilou a possibilidade da Apple se unir ao Goldman Sachs para o lançamento de um cartão de crédito. A ideia seria deixar para trás a parceria com a Barclays em busca de um modelo e de um grupo financeiro que possa ampliar a cobertura de produtos e serviços.

Agora, parece que essa união finalmente vai acontecer, de acordo com o mesmo periódico. A integração viria para aumentar também o uso do Apple Watch, com atrativos interessantes, a exemplo de ferramentas que permitam aos usuários gerenciar seus saldos e definir metas de gastos.

Apple Fonte: Apple

Outras recompensas seriam o chamado “cashback” (reembolso de gastos) de 2%, com índices superiores na compra de aparelhos da Maçã. Os dados coletados por meio dos gadgets seriam utilizados para compor um sistema de notificações que combina os hábitos de consumo com a análise inteligente sobre o padrão de gastos.

Cartão entra em fase de testes no mês que vem

A Apple lançou o Apple Pay em 2014 e no ano passado ampliou as transações do Apple Pay Cash em outras praças. Com a primeira modalidade, a companhia recebe uma pequena taxa de processamento nas compras — com um cartão própria, ela poderia ter redução nas taxas pagas agregadas às transações. Na segunda, é possível usar os dispositivos para fazer transferências eletrônicas gratuitas via peer-to-peer.

O novo cartão da Apple Play com a Goldman Sach terá integração com iPhones e deve usar a rede de pagamentos da Mastercard. A novidade deve ser testada com os funcionários da Gigante de Cupertino e, com revisão das mudanças realizadas na Apple Wallet no iOS 12.2 beta, a previsão é de lançamento no final do ano — talvez com a nova fornada de smartphones.

Cupons de desconto TecMundo: