Elon Musk diz não respeitar SEC, órgão fiscalizador do mercado financeiro

2 min de leitura
Imagem de: Elon Musk diz não respeitar SEC, órgão fiscalizador do mercado financeiro
Fonte: electrek
Avatar do autor

Em uma entrevista ao programa de TV norte-americano 60 minutes, da rede CBS, Elon Musk fez declarações bastante desafiadoras ao “Securities and Exchange Commission” (SEC), a órgão fiscalizador do mercado financeiro nos EUA. Ele chegou a dizer abertamente que não respeita a instituição.

A SEC, que também é encarregada de fazer com que empresas de capital aberto sejam transparentes com suas ações para que não impactem negativamente no valor de suas ações, levou Musk e a Tesla à justiça neste ano.

O problema foi causado por uma publicação de Musk no Twitter, no qual ele dizia que havia assegurado investimento o suficiente para recomprar todas as ações da Tesla e fechar novamente o capital da empresa. Pouco tempo depois, ele ainda repetiu essa informação com uma referência ao uso de drogas, o que deixou muita gente no mercado financeiro norte-americano com os cabelos em pé.

Musk teria recusado um acordo inicial, o que levou a comissão a abrir um procedimento legal contra Musk e sua empresa

Com isso, a SEC não demorou a bater à porta da Tesla com uma série de exigências. Musk teria recusado um acordo inicial, o que levou a comissão a abrir um procedimento legal contra Musk e sua empresa. Antes do caso ir a júri popular, os acusados fizeram um acordo legal, no qual concordam em não questionar a “fraude” que foi sua frase no Twitter, já que impactou bastante no valor das ações dos investidores.

Musk também concordou em sair do conselho da Tesla e já apontou outra pessoa para seu lugar. Ele ainda é CEO. Outra exigência da SEC é que seus tweets passem a ser monitorados por alguém da Tesla para que o caso não volte a ocorrer.

Mas aí, em sua entrevista no 60 minutes, Musk coloca a validade desse acordo em cheque. Confira uma parte do diálogo que foi ao nos EUA.

  • Entrevistador: Algum de seus tweets foi censurado desde o acordo?
  • Musk: Não
  • Entrevistador: Nenhum? Alguém precisa ler antes que os tweets sejam publicados?
  • Musk: Não
  • Entrevistador: Então seus tweets não são supervisionados?
  • Musk: Os únicos tweets que teriam que ser, vamos dizer, revisados, seriam os que possuem alguma probabilidade de causar algum movimento no mercado de ações.
  • Entrevistador: E isso é tudo?
  • Musk: Sim! Quer dizer, de outra forma é “Olá, primeira emenda”. Liberdade de expressão é fundamental.
  • Entrevistador: Mas como é que vão saber se os tweets vão mexer com o mercado se eles não estão lendo isso antes que você publique?
  • Musk: Bem, acho que talvez possam acontecer alguns erros. Quem sabe?
  • Entrevistador: É sério?
  • Musk: Ninguém é perfeito.
  • Entrevistador: Olha só para você.
  • Musk: Eu quero ser bem claro: eu não respeito a SEC. Eu não os respeito.

Depois da entrevista ir ao ar, a Tesla afirmou que o acordo com a SEC só entra em vigor em 28 de dezembro. Dessa forma, o fato de Musk não estar sendo monitorado no Twitter não é uma infração do acordo.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Elon Musk diz não respeitar SEC, órgão fiscalizador do mercado financeiro