Musk é processado por enganar investidores com tweet que valorizou a Tesla

1 min de leitura
Imagem de: Musk é processado por enganar investidores com tweet que valorizou a Tesla
Avatar do autor

Elon Musk, diretor-executivo da Tesla, está sendo processado pela Comissão de Títulos e Câmbio (SEC) dos Estados Unidos, agência que regula o mercado de ações, de enganar investidores ao dizer que teria financiamento garantido para tornar a companhia privada novamente.

Essa declaração de Musk foi feita em um tweet publicado no dia 7 de agosto. “Estou considerando tornar a Tesla privada por US$ 420 [por ação]. Fundos garantidos”, disse o empresário na época. De acordo com a SEC, ele não tinha nenhuma garantia disso quando postou o tweet, que levou a uma alta de 10% nas ações da empresa durante aquele dia.

No documento com a denúncia, a agência classifica as informações do tweet como “falsas” e “enganosas” e diz que Musk foi “inconsequente” ao fazer isso sabendo que não teria como assegurar os investimentos.

Na semana seguinte à publicação do tweet, o empresário chegou a dizer que um potencial parceiro para tornar a Tesla privada seria o Fundo Soberano da Arábia Saudita, mas essas discussões estavam apenas em fase preliminar, sem que nenhum detalhe dos termos fosse colocado em pauta.

Como informa o The Verge, as punições da SEC costumam envolver multas para quem viola as regras do mercado, mas ela tem autonomia para remover pessoas da direção de companhias que negociam suas ações publicamente. Além desse processo, Musk está sendo investigado criminalmente pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos por causa do mesmo tweet.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Musk é processado por enganar investidores com tweet que valorizou a Tesla