Ninguém discorda que a criptografia é uma boa forma de proporcionar segurança às informações — mas, para isso, é preciso que tudo seja feito corretamente. Os menores erros podem gerar grandes consequências, e... bem, ninguém quer ter seus dados expostos, ainda mais por falta de cuidado, certo?

Como uma forma de ajudar os desenvolvedores a criarem códigos seguros e confiáveis, a Google elaborou a Tink, uma espécie de biblioteca criptográfica multilinguagem. A plataforma oferece diversos métodos de encriptação e descriptação built-in, ferramentas de geração de chaves e até mesmo suporte a chaves remotas.

Se você questionou a confiabilidade do serviço, fique tranquilo, pois a Google também pensou nisso. Para conquistar os usuários, a própria empresa declarou que usa a plataforma em serviços diversos: a Tink está sendo aplicada para garantir segurança aos dados de grandes aplicativos, como Google Pay, Google Assistant e outros.

Além disso, a Tink possibilita que as operações criptográficas — como a encriptação de dados e assinaturas digitais  sejam feitas de formas mais simples, com poucas linhas de código. Isso ajuda a diminuir as chances de acontecer algum erro e, para deixar tudo ainda mais protegido, as interfaces possuem garantias de segurança, o que faz com que alguns modos de encriptação sejam excluídos.

A Tink é uma ferramenta open source e está hospedada no GitHub justamente para que se torne um projeto da comunidade. Caso você tenha se interessado, basta clicar aqui para dar uma olhada nos documentos do projeto.

Cupons de desconto TecMundo: