Os Estados Unidos começaram hoje (24) com uma nova taxa de importação sobre produtos relacionados ao vaping provenientes da China. Isso significa que cigarros eletrônicos, mods, baterias e dispositivos de vapor terão que pagar um extra de 25% para desembarcar na terra de Donald Trump.

“Para a maioria dos vapers americanos, a escolha não será entre um produto fabricado nos Estados Unidos contra um produto de fabricação chinesa com uma tarifa de 25%”, diz o presidente da American Vaping Association, Gregory Conley. "Só teremos o último, o que não é uma grande escolha."

No Brasil, a Anvisa bloqueia a comercialização de produtos relacionado ao vaping

No Brasil, a Anvisa bloqueia a comercialização de produtos relacionado ao vaping, restando a importação aos usuários. Quem depende dos Estados Unidos nesse esquema, provavelmente vai acabar gastando uns bons reais a mais com a medida.

Segundo o Vaping360, essa nova taxa não significa necessariamente que os preços aumentarão imediatamente. Contudo, quanto menor o negócio, menor a probabilidade de tentar absorver perdas dos impostos por muito tempo.