As condições de trabalho nos depósitos da Amazon têm sido mira de críticas e reclamações de empregados em todo o mundo. De empregados urinando em garrafas a jornadas desgastantes, a companhia acumulou em três anos 600 chamadas de ambulância dos funcionários desse setor. Isso arranha a imagem da gigante varejista, que agora vem pagando “embaixadores” para elogiar a empresa.

A manobra foi flagrada por um usuário do Twitter, que encontrou um padrão nos perfis de 15 pessoas que vinham declarando amor à Amazon por todos os cantos do microblog. “Você sabia que a Amazon paga aos funcionários do depósito 30% a mais do que as lojas de varejo tradicionais e oferece benefícios médicos desde o primeiro dia de trabalho? As condições são muito boas e limpas. Segurança é prioridade número um nas minhas instalações”, diz uma delas.

O Flamboyant Shoes Guy achou estranho e inicialmente pensou que as postagens fossem feitas por bots. “Então a Amazon criou um exército de bots, supostamente de trabalhadores em vários centros de atendimento, cujo único propósito é postar tweets de como seu suserano é benevolente e como são grandes os salários e benefícios.”

Perfis que usam estrutura semelhante foram todas criadas neste mês

Todos os perfis têm estrutura semelhante, com um ícone de uma caixa de papelão que se assemelha à logo da Amazon, e falam coisas semelhantes. O Business Insider entrou em contato com a companhia, que rebateu o uso de bots e admitiu o pagamento para “embaixadores”.

"Os embaixadores são funcionários que têm experiência em trabalhar em nossos centros de atendimento. O importante é que eles já estão aqui há tempo suficiente para compartilhar honestamente os fatos com base na experiência pessoal. É importante que façamos um bom trabalho educando as pessoas sobre o ambiente real dentro de nossos centros de atendimento. O programa de embaixadores é uma grande parte disso, ao lado dos passeios oferecidos pelos centros de atendimento", justificou a companhia.

amazon

Entretanto, muita gente vem desconfiando da presença dessas pessoas há tanto tempo na empresa. Seus próprios perfis no Twitter foram criados neste mês. A companhia já vem sendo questionada sobre quando a posição de “embaixador” foi criada, quantos “embaixadores” existem e quais são os critérios para preencher essa vaga. Por enquanto, não há respostas para essas perguntas.