Um grupo chileno desenvolveu um aparelho biomédico capaz de amenizar os tremores nas mãos, típicos daqueles acometidos com a doença de Parkinson. Denominado “Grace”, o aparelho portátil poderá ser comercializado a partir de 2019, depois de patenteado e de passar por testes no Centro de Movimento do Chile (Cetram).

mal de Parkinson afeta o sistema nervoso central e tem como consequência o comprometimento dos movimentos, considerado um fator de diminuição considerável da qualidade de vida. Em geral, surge a partir dos 55 anos, mas tem maior incidência em pessoas mais idosas, acima dos 70 anos. O tratamento atual por medicamentos visa desacelerar a diminuição da dopamina e, consequentemente, a doença.

1

Segundo um dos integrantes do grupo que é estudante da Universidade de Adolfo Ibáñez, Felipe Nagel, o objetivo foi desenvolver uma alternativa não invasiva para essas pessoas, que hoje têm opções desde cirurgias até o consumo regular de remédios. Trinta pessoas já experimentaram a tecnologia e puderam ter a emoção de sentir o cessar dos tremores, que tanto afetam sua rotina e seu bem-estar.

Além dos tremores da doença de Parkinson, o dispositivo poderá ser útil para quem sofre de Tremor Essencial, uma condição normalmente benigna de movimentos involuntários, que se acredita ter origem genética. Muitas vezes, a condição é confundida com o Parkinson, mesmo ela sendo bem mais frequente. Seus tremores são mais predominantes durante uma ação, como na manipulação de objetos, por exemplo.