Uma companhia chamada SF Express, a maior empresa de logística da China, acabou de confirmar que uma de suas subsidiárias, a Fengyu Shuntu Technology, recebeu o aval do governo chinês para explorar comercialmente o serviço de entrega de encomendas por drone. A companhia vinha testando seu sistema de transporte aéreo autônomo há algum tempo, mas só agora conseguiu permissão para de fato entrar no mercado com a novidade.

Incialmente, entretanto, a Fengyu Shuntu Technology não vai trabalhar com drones nas grandes cidades da costa chinesa. Em vez disso, seu primeiro objetivo é criar uma rede de distribuição de encomendas no interior do país, onde é mais simples trabalhar com drones. Podemos imaginar que praticamente todo mundo possua um quintal onde o drone pode pousar, e a ausência de grandes edifícios facilita o trânsito dos veículos voadores.

Três estágios

Mas para tudo isso funcionar, a companhia pensou em um sistema logístico de três estágios. Primeiramente, aviões levarão as encomendas para grandes centros de distribuição no interior. Feito isso, drones maiores farão o transporte das cargas para centros avançados e, a partir daí, os pequenos drones levarão as encomendas individuais até os clientes. Um drone de grande porte da Fengyu Shuntu Technology foi inclusive testado com sucesso em dezembro de 2017. Ele consegue carregar até 1,2 tonelada e deve ser utilizado nesse segundo estágio.

Ainda não temos muitos detalhes sobre o como o estágio final vai funcionar, mas drones da empresa já foram flagrados em pequenas cidades no interior da China fazendo entregas experimentais. Críticos da novidade, entretanto, questionam o fato de o sistema estar sendo desenvolvido com foco nas áreas distantes e não nas cidades, uma vez 80% do fluxo logístico da China está concentrado na região costeira, que abriga as grandes cidades.

Cupons de desconto TecMundo: