O que você acha de mergulhar de cabeça em uma espécie de "laboratório de realidade virtual"? Pois é, a Sony resolveu deixar muita gente de queixo caído ao apresentar o WOW Factory (ou WOW Studio), ambiente focado em tecnologias de realidade aumentada (RA) e exibido durante o evento SXSW 2018 — que ocorreu há poucos dias em Austin, no Texas (EUA).

Segundo relatos do site The Verge, a Sony fez uma bela demonstração na forma de uma mistura de arte com tecnologias holográficas. O programa Future Lab, originado no Japão, gerou muitos frutos e mostrou que a empresa não está de brincadeira. A premissa básica é que, com um mix de sensores inteligentes que detectam profundidade e rastreiam movimento através de uma fonte de luz de alta qualidade, você pode criar hologramas interativos... E muito convincentes, diga-se de passagem.

Os projetores criam objetos de luz que existem em uma superfície plana na frente do projetor ou embaixo, numa superfície de mesa. Você pode interagir com esses objetos virtuais usando suas mãos, visto que o software do projetor é capaz de reconhecer e rastrear os seus movimentos manuais. Sem óculos ou dispositivos malucos, é uma forma muito interessante de retratar e manipular objetos de RA.

1

As demonstrações apresentadas pela Sony também retrataram objetos da vida real, sendo um dos exemplos um conjunto de modelos impressos em 3D de instrumentos musicais. Caso você direcione holofotes para um piano ou um saxofone, músicas diferentes são executadas pelo sistema. Esses pequenos objetos reais são reconhecidos pelo software e "criam vida" sob os focos de luz, enquanto outros sensores rastreiam seus dedos que manipulam a luz ao redor da mesa.

A tecnologia é impressionante, mesmo ainda estando em versões demonstrativas, justamente por ser bastante acessível e responsiva. Ainda não se sabe como isso virará um produto final para os consumidores e quanto pesará no nosso bolso, mas somente o miniprojetor que roda essas demos em AR custa cerca de US$ 1,7 mil.

Cupons de desconto TecMundo: