Uber demonstra interesse em firmar parceria com a empresa de carros autônomos da Alphabet, conglomerado proprietário da Google. De acordo com o The Information, site especializado em notícias de tecnologia, executivos e o CEO do app de transporte, Dara Khosrowshahi, estariam pensando fortemente na ideia de haver uma colaboração entre as companhias de modo semelhante ao que a Waymo tem feito com o Lyft, concorrente do próprio Uber.

Entretanto, esta última ainda não se posicionou a esse respeito e segue em frente com seus projetos. Um deles é o de lançar um serviço de transporte pessoal com carros autônomos ainda em 2018, em Phoenix, no Arizona. Do mesmo modo, o Uber estaria desde 2017 realizando testes em veículos sem a necessidade de motorista na mesma região. Portanto, até o momento, as duas companhias continuam em lados opostos. 

 

Apesar disso, a Waymo não deve descartar a possibilidade de fazer novas parcerias, até mesmo com o Uber. Essa proposta, inclusive, já existia em 2013. Além disso, a ideia inicial é de que a companhia tenha justamente diferentes tipos de serviço no segmento utilizando suas soluções.

Ideia de parceria surgiu logo após recente polêmica envolvendo roubo

Porém, o futuro dessa história pode ser bem incerto. Afinal de contas, as duas companhias estavam em uma batalha na Justiça não faz muito tempo. Isso aconteceu após a Waymo descobrir que um ex-engenheiro da Google, Anthony Levandowski, havia roubado e fornecido arquivos confidenciais da empresa para o Uber, onde passou a trabalhar como alto executivo. Evidentemente, o ex-funcionário foi demitido, e o caso foi encerrado recentemente, depois de um acordo de quase US$ 245 milhões entre ambas.