Steve Yegge, ex-funcionário da Google que trabalhou na empresa por 13 anos, anunciou publicamente na última terça-feira (23) que estava deixando a Gigante de Mountain View. Yegge descreveu as razões pelas quais resolveu sair para se juntar a uma startup asiática que possui um escritório em Seattle, nos EUA. De acordo com ele, a companhia perdeu sua habilidade de inovar e, nos últimos anos, se tornou arrogante por conta do próprio sucesso.

A principal razão pela qual eu saí da Google é o fato de que a empresa não consegue mais inovar. Eles basicamente perderam essa habilidade

“A principal razão pela qual eu saí da Google é o fato de que a empresa não consegue mais inovar. Eles basicamente perderam essa habilidade. Primeiramente, eles são conservadores: estão tão focados em proteger o que já possuem que temem se arriscar e também a inovação de verdade. Segundo: a empresa está atolada em política; e terceiro: a Google é arrogante. A Google tem a arrogância do ‘nós’, e não do ‘eu’. Quando uma empresa é tão bem-sucedida como a Google tem sido, a organização pode ser atingida por um senso de invencibilidade e quase manifestar o destino, o que leva a desfechos trágicos e más decisões estratégicas”, escreveu Yegge em seu blog no Medium.

Ele também comenta sobre o fato de que os grandes lançamentos da empresa nos últimos anos terem todos sido impulsionados como respostas a produtos de suas concorrentes. Ele fala do Google+ como competidor do Facebook, do Google Cloud como resposta ao Amazon Web Services, do Google Home como cópia do Amazon Echo, do Allo do WhatsApp e o Android Instant Apps como resposta ao Facebook e ao WeChat, entre outras. “Eles simplesmente não possuem mais a inovação em seu DNA. E isso é porque os olhos deles estão fixados nos competidores, não nos clientes”, declarou.

E isso é porque os olhos deles estão fixados nos competidores, não nos clientes

Ainda assim, Yegge admite que a Google é o melhor lugar do mundo para se trabalhar de acordo com qualquer indicador que você resolva consultar. Isso seria verdade especialmente para engenheiros de software.  

Ele também relata que alguns produtos da empresa são realmente inovadores — tais como Cloud Spanner, BigQuery, TensorFlow e a Waymo —, mas esses seriam pontos fora da curva. Por conta dessas qualidades e dos defeitos citados anteriormente, Yegge conta que sair da Google foi uma decisão difícil e que foi tomada ao longo de vários anos.

Você pode conferir toda a crítica (em inglês) de Yegge à Google aqui.

Cupons de desconto TecMundo: