A gente já te contou que a última alteração no feed do Facebook não deixou os investidores lá muito felizes, né? Bom, esse não foi o único motivo de discórdia entre “Zuck e seus amigos”. Roger McNamee – um dos primeiros caras a botarem dinheiro na rede social - passou a última semana atacando Mark por um outro motivo: fake news.

McNamee escreveu artigos para o The Guardian, The Washington Post e The Washington Monthly na última semana para acusar o Facebok de ignorar os “maus atores” que estavam manipulando a plataforma durante as eleições presidenciais dos EUA.

Para o investidor, Zuck deveria se justificar perante o Congresso dos EUA pela “recusa do Facebook de aceitar a responsabilidade” por ter prejudicado seus usuários. Pesadão, né?

O “fogo amigo” deve ter sido ainda mais doloroso para Zuckerberg, que tinha McNamee como uma espécie de mentor nos primeiros anos da rede social.

Em um de seus artigos, o próprio McNamee afirma que avisou a rede social sobre o conteúdo falso no início de 2017, mas a companhia não levou em conta seus avisos.

"A plataforma estava sendo explorada por uma série de atores maus, incluindo apoiantes do extremismo, mas a liderança afirmou que a empresa não era responsável"

O ex-mentor de Zuck ainda afirmou que o Facebook corre o risco de se tornar uma “marca tóxica” e que a companhia precisa “mudar as prioridades de seus algoritmos e realinhar seu modelo de negócios”.

Sou só eu ou alguém mais está sentindo uma treta chegando?

Curtiu o texto? Saiba que isso é só um gostinho do que é publicado diariamente na newsletter do The BRIEF, que traz as principais notícias do mercado de tecnologia pra você, todas as manhãs. É serious, é business, mas com um jeitão bem descontraído (#mozão). Para assinar, é só clicar ali -> aqui

Fogo amigo: ex-mentor de Mark Zuckerberg detona o Facebook via The Brief

Cupons de desconto TecMundo: