É comum de ver projetos de jogos eletrônicos tentando arrecadar fundos em plataformas de financiamento colaborativo. Por incrível que pareça, porém, esses não são os grandes responsáveis por tornar a categoria “jogos” frutífera dentro do Kickstarter, um dos maiores serviços do gênero no mundo.

O ano de 2017 terminou com os games arrecadando um valor 30% maior do que em 2016, mas isso se deve em grande parte aos jogos de tabuleiro. Os jogos eletrônicos não tiveram um aumento significativo em termos de valor no mesmo período, mantendo a queda apresentada entre 2015 e 2016 — movimento contrário dos jogos de mesa, que só cresceram nos últimos dois anos.

Segundo o Kickstarter (via Polygon), 2017 teve 400 campanhas bem-sucedidas a mais do que o ano anterior quando se fala apenas em jogos de mesa. Em termos financeiros, o valor total arrecadado aumentou em US$ 36 milhões, indo de US$ 101 milhões para US$ 137 milhões (+36%). O valor médio arrecadado por campanha de jogo de tabuleiro foi de US$ 64.418 no ano passado contra US$ 59.181 em 2016.

Kickstarter

O grande destaque do período ficou por conta de Kingdom Death: Monster 1.5, que levantou US$ 12,39 milhões. O valor foi o maior arrecadado por um projeto de jogo e é o quarto maior de toda a história do Kickstarter, incluindo aí campanhas de todas as diferentes categorias.

Em termos financeiros, os jogos financeiros arrecadaram um valor levemente menor em 2017 do que em 2016, caindo de US$ 17,6 milhões para US$ 17,2 milhões.