Um britânico chamado James Howells está tentando conseguir autorização de sua cidade para escavar um lixão em busca de uma fortuna em Bitcoin perdida. Ele minerou cerca de 7,5 mil Bitcoin até o ano de 2009 através de seu notebook e, quando o aparelho ficou velho, ele desmontou e vendeu as peças no eBay. Howells manteve o HD em uma gaveta, lembrando-se das chaves de Bitcoin que havia guardado. Hoje, essas "moedas" valem US$ 86 milhões ou R$ 279 milhões.

Em 2013, contudo, o profissional de TI jogou o disco rígido fora durante uma faxina em sua casa junto cou várias outras “coisas velhas”. Na época, Howells virou notícia no Reino Unido por ter perdido essas Bitcoin, mas elas valiam “apenas” algumas centenas de dólares naquele ano. Ao fim de 2017, o valor se multiplicou exponencialmente. Nesta semana, a criptomoeda bateu a marca dos US$ 11 mil cada.

Futuramente, eu vejo esse HD facilmente valendo algo entre US$ 500 milhões e US$ 1 Bilhão

“Futuramente, eu vejo esse HD facilmente valendo algo entre US$ 500 milhões e US$ 1 Bilhão”, estimou Howells. “Eu sempre soube que a Bitcoin valeria tanto quanto hoje, sempre soube que o valor do disco rígido subiria”.

Depois de quatro anos, entretanto, Howells resolveu pedir permissão para escavar o lixão local e acredita ser possível estimar a profundidade do HD baseado na data em que ele foi levado para o local. “Quanto mais alto sobe o preço, mais chances eu e tenho de recuperar o HD, então isso tem sido um jogo de paciência durante esses últimos anos — esperando até que o preço da Bitcoin esteja alto o suficiente para que o HD se torne um tesouro atraente o suficiente para escavar”, disse ao The Telegraph.

Cupons de desconto TecMundo: