O desespero parece ter tomado conta de uma pequena cidade americana no estado da Georgia. O conselho administrativo de Stonecrest votou recentemente o pedido de mudança de nome da cidade caso a empresa venha a ser escolhia como a casa da segunda sede da Amazon. A votação foi aprovada com 4 votos contra 2, o que significa que a cidade pode se transformar em “Amazon City” se a empresa escolher a localidade.

Porém, Stonecrest não oferece tantos atrativos assim para a Amazon. A cidade tem apenas 20 mil habitantes e está longe de oferecer a estrutura de lugares como Nova Iorque, Dallas ou Seattle (lugar da primeira e única sede da companhia). Mas é exatamente esse tipo de proposta maluca que a empresa quer ouvir – e muito provavelmente está disposta a aceitar.

O nível da maluquice

Cidade Stonecrest

Jason Lary, atual prefeito da cidade, tem até um discurso para defender a decisão. “Há muitas cidades grandes nos Estados Unidos que querem a Amazon, mas nenhuma delas oferece a oportunidade de reforço de marca que nós estamos oferecendo a essa companhia visionária”. Oferta tentadora, não é mesmo? Essa com certeza seria uma boa jogada para encher o ego da empresa.

Além da mudança no nome, Stonecrest promete oferecer 345 acres para a Amazon, o que equivale a 15.028.200 m². A empresa inicialmente estava pedindo incentivos fiscais, redução de taxas e outras demandas para escolher a sua próxima cidade-sede. Entretanto, a mudança de nome parece ser uma oferta interessante para desempatar a disputa entre as concorrentes. A Amazon estipulou que estará aceitando novas propostas até o dia 19 de outubro, tempo suficiente para novas maluquices aparecerem por aí.

Cupons de desconto TecMundo: