De acordo com informações do TechCrunch divulgadas hoje (29), a Apple teria comprado uma startup francesa chamada “Regaind”. Essa empresa é especializada em visão computacional, analisando, portanto, fotos por meio de inteligência artificial para classificá-las e organizá-las. Segundo a publicação, a Apple poderia usar essa tecnologia para incrementar o aplicativo de fotos do iOS, melhorando a organização das imagens e mostrando sempre as melhorares capturas primeiro.

Isso porque o software da Regaind consegue identificar o conteúdo das imagens e também determinar a qualidade técnica delas. Em outras palavras, a tecnologia da empresa é capaz de dizer se uma foto contém um pôr do sol e duas pessoas no fundo, além de aferir os níveis de exposição, balanço de branco, nitidez e por aí vai. Espera-se que, com isso, a empresa possa melhorar a seção Memórias do app de fotos, escondendo imagens replicadas e mostrando apenas as melhores capturas.

A Apple compra pequenas empresas de tecnologia de tempos em tempos e geralmente não discutimos os motivos ou planos que temos a respeito disso

A Apple não confirmou oficialmente a aquisição, mas enviou um “comunicado padrão” ao TechCrunch: “A Apple compra pequenas empresas de tecnologia de tempos em tempos e geralmente não discutimos os motivos ou planos que temos a respeito disso”. É isso o que a Maçã diz sempre que faz uma aquisição e não deseja revelar nenhum detalhe.

Não sabemos, portanto, qual foi o valor da operação, mas a Regaind havia conseguido levantar € 400 mil em capital recentemente, o equivalente a R$ 1,4 milhão na cotação atual. Isso quer dizer que a Apple, pelo menos, teve que reinvestir esse valor. O total da aquisição, entretanto, deve ter sido consideravelmente maior. A transação, segundo as fontes do site, ocorreu há alguns meses.

Cupons de desconto TecMundo: