Já faz algum tempo que vemos o desenrolar da história envolvendo a venda da divisão de memórias da Toshiba. Em junho deste ano, houve a menção de que a Apple e outras gigantes podiam entrar em um acordo da Foxconn com a Toshiba, e agora é a vez de termos acesso a mais um capítulo dessa saga envolvendo a Maçã.

Segundo informações que estão correndo a rede, um consórcio liderado pela Bain Capital fez uma oferta revisada de 2 trilhões de ienes (o que corresponde a US$ 18,2 bilhões). Foi mencionado que esta vai entrar com 1,1 trilhão de ienes (55% do total) em conjunto com a SK Hynix (fabricante de chips sul-coreana), enquanto a Apple contribuiria com 400 bilhões de ienes (18%) e os bancos japoneses complementariam esse valor com 600 bilhões de ienes (27%).

Um detalhe importante é o fato de que a proposta também exige que a Toshiba seja parte do negócio e invista 200 bilhões de ienes, e se a Bain levar a melhor ambas as companhias mencionadas nesse parágrafo vão deter 46% dessa unidade. Para Apple, isso seria vantajoso se levarmos em consideração que ela teria uma grande parceira para melhorar o seu hardware no segmento de armazenamento.

Para Apple, isso seria vantajoso se levarmos em consideração que ela teria uma grande parceira para melhorar o seu hardware no segmento de armazenamento

Também é válido mencionar que essa oferta supera o 1,9 trilhão de ienes ofertados pelo consórcio liderado pela Western Digital, mas esta tem planos de tentar elevar esse montante para 2 trilhões de ienes.

Cupons de desconto TecMundo: