(Fonte da imagem: Reprodução/Instagram)

Na semana passada, você ficou sabendo pelo Tecmundo que uma empresa europeia de servidores deletou, sem mais nem menos, vários arquivos do Megaupload, site de armazenamento de arquivos cujo processo ainda está em julgamento.

Essa novela parece longe de terminar – e o final está cada vez menos feliz. De acordo com Kim Dotcom, foram apagados de vez cerca de 40 petabytes, que equivalem a 40 milhões de gigabytes, ou 40% de todos os arquivos hospedados no Megaupload.

Além disso, um email divulgado na rede mostra que o empresário requisitou a preservação desse material, ao contrário do que foi alegado pela empresa, a holandesa LeaseWeb, que eliminou os arquivos porque, supostamente, não recebeu o tal pedido de renovação de contrato depois de um ano de serviço.

Em entrevista ao Arstechnica, Dotcom conta que uma corte da Virgínia, nos Estados Unidos, poderia permitir a reconexão dos servidores originais com os arquivos dos membros do Megaupload. Além disso, esses dados serviriam como prova nos julgamentos. Como resultado, o advogado do empresário deve abrir um processo contra a companhia de servidores na Holanda.

Cupons de desconto TecMundo: