Estamos acostumados a ver notícias sobre os grandes empresários do Vale do Silício quase todos os dias – do cofundador da Microsoft, Bill Gates, e do falecido Steve Jobs, da Apple, até o criador do Facebook, Mark Zuckerberg.

Porém, muitos outros empresários e inventores que apostam em tecnologia não conseguem (ou não precisam) do devido reconhecimento. Eles realizam trabalhos tão interessantes quando o chefe da maior rede social do mundo, mas acabam quase ignorados pela imprensa e, consequentemente, pelo público.

A seguir e no vídeo acima, você conhece cinco latino-americanos que foram agraciados com o prêmio de “Inovadores de menos de 35 anos" da MIT Technology Review, a publicação do Instituto de Tecnologia do Massachusetts. Zuckerberg já levou o mesmo título há alguns anos. Vai que não surge outro do mesmo lugar?

Antonio Navas

Esse pesquisador da Guatemala é o responsável pelo serviço de ensino de idiomas Duolingo. Junto com dois engenheiros, ele desenvolveu uma ferramenta que ensina de forma simples e interativa idiomas como espanhol e francês. O método já existe em forma de site ou aplicativo mobile e já são mais de 100 milhões de usuários em todo o mundo.

Guilherme Lichand

Representante nacional na lista, Lichand é um dos fundadores da Mgov Brasil. Trata-se de uma plataforma de consultoria que coleta dados por mensagens e ligações de celular para a realização de pesquisas sobre impactos sociais e políticas públicas. O trunfo é usar um dispositivo tão popular como agregador, conseguindo contato direto com qualquer parte da população. Ele tem PhD em Economia Política e Governo na universidade de Harvard.

Tatiana Birgisson

De pai islandês e mãe venezuelana, Tatiana Birgisson já chegou até a ganhar um prêmio de investimentos da Google. Ela está por trás de uma companhia de bebidas chamada MATI Energy, que já conquistou diversos países. Depois de largar o curso de biotecnologia, ela mudou pra área de economia e começou a usar os amigos de cobaia em busca de um investimento inovador. O resultado foi uma bebida energética a base de chá chamada Mati que já vendeu mais de 300 mil unidades.

Alejandro Cantú

A criação de Alejandro Cantú tem o objetivo de salvar muitas vidas. Com base em estações que catalogam abalos sísmicos em toda a costa do México, ele desenvolveu uma tecnologia que detecta possíveis terremotos e informa isso rapidamente. O serviço já é um sucesso como app para celular, mas Cantú quer ir bem mais longe. A rede dele é tão superior ao que existe hoje em dia que pode ser até adotada pelo governo mexicano como plataforma oficial de medição de tremores.

Daniela Galindo

A colombiana Daniela Galindo foi a responsável por um software que ajuda pessoas com dificuldade de fala, síndrome de Down, autismo, paralisia cerebral, déficit cognitivo e surdez. O programa serve como um meio de comunicação entre elas e familiares, amigos ou médicos. Ele já é bastante usado na América Latina e deve ser expandido depois que Galindo ganhou visibilidade mundial.

Cupons de desconto TecMundo: