Fãs da LG certamente já estão acostumados com os tradicionais smartphones da família L que a empresa tem o costume de lançar todos os anos. Trata-se de uma série de dispositivos simples e acessíveis, focados em consumidores de classe média-baixa que não querem – ou não têm condições de – arcar com o alto custo de um celular top de linha.

Inicialmente batizada como Optimus L, a família de aparelhos teve um sucesso razoável ao longo do ano passado, quando foram lançados o L1 II, o L3 II, o L4, o L5 II e o L7 II – todos sucessores dos L3, L5, L7 e L9 revelados durante o ano de 2012.

Agora, aproveitando seu bom momento no mercado brasileiro e a iminente Copa do Mundo, a companhia resolveu renovar mais uma vez sua série de celulares de baixo custo. Através de uma coletiva de imprensa fechada realizada na segunda-feira (25) no LG Digital Experience 2014, a asiática exibiu pela primeira vez os aparelhos L35, L40, L65, L70, L80 e L90, que estarão disponíveis nas gôndolas nacionais entre os meses de maio e junho com preços que variam de R$ 399 (L35) e R$ 1,1 mil (L90).

Série de dispositivos foca nos consumidores com baixo poder aquisitivo (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

Hardware simples, mas suficiente

É óbvio que não podemos esperar configurações de alto desempenho nesses novos celulares. Todos contam com processador dual core de 1,2 GHz, 4 GB de memória interna (expansível com cartão micro SD) e 512 MB ou 1 GB de memória RAM (a partir do L65). As telas variam de 3,2 até 5 polegadas, todas com 854x480 pixels de resolução – com exceção ao L90, que possui uma tela qHD (960x540 pixels).

Todos esses produtos contam com baterias SIO+, tecnologia exclusiva da LG que utiliza partículas de anodo óxido de silício (em conjunto com núcleos de grafite) e promete uma durabilidade até 25% maior do que as baterias tradicionais. Quanto às câmeras, apenas o L90 possui uma frontal (de 1,3 MP complementando a principal de 8 MP). O resto do time possui apenas uma traseira de 5 MP (L70 e L65) ou 3 MP (L40 e L35).

Aparelhos têm configurações simples e preços acessíveis (Fonte da imagem: Divulgação/LG)

Felizmente, tais configurações (que poderiam ser consideradas ultrapassadas há algum tempo) se mostram suficientes para o Android 4.4 KitKat, que é de fato a versão mais leve e fluída do sistema operacional da Google. Nas mãos, os aparelhos se mostraram competentes para a realização de tarefas básicas como navegar pela internet e rodar aplicativos simples que utilizamos em nosso cotidiano – como as redes sociais, por exemplo.

É provável, contudo, que qualquer software ligeiramente mais pesado faça os dispositivos engasgarem em pouco tempo. Como os testes foram efetuados em ambiente e condições pouco propícias para isso, não tivemos a oportunidade de rodar benchmarks e executar jogos básicos nos aparelhos em exposição.

Desempenho é razoável para tarefas cotidianas (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

Apostando no design tradicional

Como é de se esperar, não há nada de especial no design dos novos aparelhos da linha L III. Visualmente falando, são aparelhos simples, bastante semelhantes entre si mesmos e que estarão disponíveis nas tradicionais cores preto e branco. Todos os dispositivos terão cases oficiais tipo Quick Window (com uma “janela” frontal que lhe permite ler notificações sem abrir a tampa da capinha).

As carcaças de plástico não conseguem passar uma sensação de resistência, mas ao menos deixam os dispositivos bem mais leves e confortáveis de segurar. Quer dizer, é um pouco difícil evitar o incômodo de pegar um aparelho de 3,2 polegadas nas mãos (L35) quando estamos acostumados com telas cada vez maiores no mercado, mas é questão de costume e de público-alvo.

E, sim, a LG felizmente desistiu dos retrógrados botões físicos e adicionou teclas sensíveis ao toque em todos os membros da nova família – ao menos para as versões brasileiras dessa nova linha, para a alegria do povo tupiniquim. Além dos três botões essenciais do sistema Android, os gadgets contam com um quarto único reservado para a troca rápida entre os múltiplos chips que você porventura venha a utilizar (alguns modelos possuem entradas para até três cartões SIM).

Dispositivos apresentam design simples e botões touch (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

O grande destaque: TV digital!

Não há dúvidas de que uma das coisas mais interessantes na linha de smartphones L III é o fato de que a LG está apostando cada vez mais em dispositivos equipados com TV digital. Enquanto muitas fabricantes já consideram essa tecnologia algo ultrapassado ou dispensável, a sul-coreana resolveu remar contra a corrente e investir na tecnologia focando especialmente no mercado brasileiro – e na Copa do Mundo, obviamente.

Trata-se de uma tendência inaugurada no L4, lançado no meio do ano passado, e que agora retorna com tudo nos novos modelos L35, L40 e L80. Este último, por sinal, pode ser considerado o flagship da linha – com uma generosa tela de 5 polegadas e 854x480 pixels de resolução, o produto promete ser o melhor amigo de quem gosta de acompanhar programações televisivas abertas em qualquer lugar.

Três modelos da nova linha trazem TV digital (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

Os softwares exclusivos

Também chama a atenção o fato de que a LG prestou bastante atenção na parte de software de seus dispositivos de entrada. Todos os aparelhos da série L III são equipados com Android 4.4 KitKat (que deve chegar para a linha G no mês de maio) e com o tão comentado Knock Code, que lhe permite bloquear e desbloquear seu celular dando pequenos toques ritmados na tela do aparelho.

Os modelos mais caros (como o L90 e o L80) também contam com outros recursos exclusivos bastante interessantes, como o Guest Mode (que lhe permite criar um perfil de “visitante” para emprestar seu dispositivo), o Plug&Pop (para programar a abertura de apps específicos quando você conecta um acessório, como fones de ouvido ou cabos USB) e o QSlide (apps especiais que podem ser sobrepostos e abertos simultaneamente).

LG apostou alto no software dos gadgets (Fonte da imagem: Divulgação/LG)

Será que vale a pena?

O fato é que os aparelhos da família L Series III são voltados para um público-alvo bastante específico e, dentro das expectativas desse tipo exato de consumidor, podem ser considerados lançamentos bastante interessantes.

Falando em configurações e preço sugerido, alguns modelos da LG podem até ter um custo-benefício menor do que o aclamado Moto G, mas contam com diferenciais bacanas, como TV digital, compatibilidade para três chips e o recurso exclusivo Knock Code.

Só nos resta aguardar até que os dispositivos cheguem às lojas e observar como a LG se sai no mercado de aparelhos de baixo custo – cenário que, felizmente, é cada vez mais visado pelas grandes empresas de tecnologia. 

Cupons de desconto TecMundo: