Uma das apostas das fabricantes de smartphones tem sido o desenvolvimento de modelos para um mercado menos “exigente” e que procura um novo gadget priorizando o seu preço. A LG é uma das companhias a investir nesse segmento de entrada, fornecendo aparelhos que custam menos de R$ 500.

Um desses dispositivos é o Optimus L3 II, que possui uma configuração um pouco mais modesta, mas que deve dar conta do recado na hora de você se manter atualizado com as atividades em redes sociais, navegar pela internet e até se divertir com alguns jogos mais simples. Descubra agora o que achamos desse smartphone e como ele se saiu em nossos testes.

Especificação

(Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

    Testes de desempenho

    Como você deve imaginar, o poderio de processamento do Optimus L3 II não é dos maiores, afinal ele é um modelo de entrada. Na prática, ele conseguiu segurar as pontas durante nossa rotina de trabalho e testes, a qual implicou na execução de diversos programas e recursos do sistema simultaneamente.

    Em nenhum momento ele chegou a travar, mas pudemos perceber algumas vezes certa lentidão durante a transição de telas — principalmente quando você sai de um aplicativo para a homescreen.

    Em pontos: quanto mais, melhor. (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

    Nos gráficos acima, você confere uma breve comparação do desempenho deste gadget da LG com alguns outros aparelhos que já analisamos e tiveram performances parecidas. Os softwares de benchmark usados foram o Vellamo e o AnTuTu.

    De forma geral, com base nesses resultados, podemos dizer que o Optimus L3 II apresentou um desempenho compatível com os seus componentes de hardware e inclusive superou em determinados testes alguns modelos que, em teoria, são mais poderosos que ele.

    Inclusive, chegamos a executar alguns jogos nele. Títulos mais simples, como o Temple Run 2, conseguiram ser executados sem grandes problemas. Porém, games um pouco mais complexos, incluindo o CSR Racing, apresentaram lags no carregamento e atraso nos comandos, comprometendo a melhor experiência de jogo possível.

    Aprovado

    Um aparelho compacto, em todos os sentidos

    Uma peculiaridade de toda a linha Optimus L da LG é a leveza de seus aparelhos. Com o L3 II não poderia ser diferente: são apenas 106 gramas em suas mãos. Isso significa que dificilmente você ficará cansado de segurá-lo durante longos períodos de uso.

    (Fonte da imagem: Divulgação/LG)

    Além disso, este gadget é o menor da sua família. Essa combinação de características faz com que você tenha uma “pegada” bastante firme no dispositivo, o que evita quedas acidentais, e alcance toda a sua área útil sem precisar ficar esticando os dedos ou tensionando a mão demasiadamente.

    Esse formato compacto do Optimus L3 II ainda faz com que ele mal seja sentido no bolso. O toque de requinte final do smartphone fica por conta do botão “Home”, que também funciona como indicador luminoso de notificações. Sempre que uma nova atividade ocorrer no celular, esse botão fica piscando em diferentes cores.

    Android turbinado

    Outra coisa que o Optimus L3 II compartilha com seus “irmãos” é uma personalização do Android. E a LG foi muito feliz nas adaptações que fez com o sistema operacional móvel da Google, promovendo um visual mais moderno e descolado para a interface da plataforma, além de facilitar o encontro de funções e configurações que geralmente ficam mais “escondidas” no SO original.

    (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

    As mudanças implementadas no Jelly Bean vão além da troca de ícones e de planos de fundo (algo bastante comum entre as fabricantes). Este aparelho apresenta mudanças na estrutura do menu de opções e das animações das transições de tela, inclusive das homescreens.

    Só se vê por aqui

    Um dos diferenciais do Optimus L3 II perante os seus concorrentes é a presença de aplicativos exclusivos. Um deles é o Quick Memo, o qual consiste em uma ferramenta que possibilita a captura de uma imagem daquilo que está em exibição na tela do celular e, em seguida, que você possa escrever ou desenhar sobre ela.

    Você consegue inclusive ver as anotações salvas enquanto acessa outras funções do SO e, por fim, pode compartilhar a sua “arte” com seus amigos ou familiares por meio de redes sociais ou serviços de email. E tudo o que você precisa para realizar essas criações é pressionar um botão (localizado na barra de ferramentas) e a ponta dos seus dedos.

    Outro belo atrativo deste modelo é a função de foto chamada Cheese Shot. Com ela, você pode tirar fotos simplesmente dizendo palavras pré-determinadas pelo software da câmera, como “cheese”, “smile”, “whisky” e “LG”.

    Isso sim é autonomia de bateria

    Por ter componentes de hardware menos “parrudos”, a bateria de 1.540 mAh do Optimus L3 II mostrou ser mais do que suficiente para aguentar uma rotina comum de uso do aparelho. Em nossa análise, fizemos um teste que colocou o gadget para executar um vídeo em tela cheia e com a iluminação no máximo. O resultado da nossa estimativa de reprodução multimídia ininterrupta foi de quase 10 horas!

    Quando colocado à prova durante um expediente inteiro de trabalho (rodando aplicativos de redes sociais, navegador, player de música e de vídeo, jogos e até softwares de benchmark), a bateria não decepcionou. Mesmo depois de toda essa rotina puxada, ainda existia uma carga de 32% no smartphone.

    Reprovado

    Não estou enxergando direito

    Se por um lado há vantagens no fato de o tamanho do Optimus L3 II ser reduzido, em outra perspectiva isso acaba gerando um ponto negativo: a tela é um tanto quanto pequena, principalmente se você deseja fazer uso dele para jogar. Além disso, o teclado virtual acaba sendo espremido, o que dificulta a digitação de textos mais longos.

    (Fonte da imagem: Divulgação/LG)

    Porém, esses não são os únicos problemas com o display deste aparelho. A sua resolução é relativamente baixa e a quantidade de cores reproduzidas também está abaixo do que esperávamos. Com isso, os conteúdos exibidos na tela ficam meio “embaçados”. Em casos mais extremos e de uso prolongado, é possível que tais características acabem causando até dor de cabeça por exigir que você force os olhos para tentar enxergar direito o que está aparecendo no display.

    Aparência “fraca”

    É indiscutível que a beleza de um smartphone tem sua importância na hora da decisão por sua compra ou não. Não podemos afirmar que o Optimus L3 II é feio, mas, na nossa opinião, a aparência deste modelo é sem graça, ou seja, não tem nada que chame a sua atenção em uma vitrine ao lado de uma infinidade de outros gadgets, por exemplo.

    Alguns detalhes também pesam contra o visual deste produto da LG. A tampa traseira é feita de um material plástico que passa uma sensação de fragilidade e que fica marcado facilmente com a oleosidade natural dos dedos e das mãos — parecendo que o celular está sempre sujo.

    (Fonte da imagem: Divulgação/LG)

    Essa tampa também mostrou dificuldade para ser aberta, o que pode atrapalhar você na hora de manipular a bateria, o chip SIM ou o cartão de memória. Por outro lado, apesar de o Optimus L3 II não se destacar por sua beleza, ele possui um acabamento qualificado, não tendo rebarbas grosseiras ou filamentos de pareçam descascar com leves arranhões.

    Fotos com muito ruído

    Por ser um aparelho mais “simples”, não poderíamos esperar muito da câmera do Optimus L3 II. A lente empregada pelo aparelho tem grandes limitações de captura, gerando fotografias com elevado nível de ruído — aquelas granulações que deixam a imagem um pouco desfocada.

    Tanto em ambientes com boa iluminação natural como em locais com luz artificial ou mais escuros, as fotos que tiramos nos desapontaram. Provavelmente, as capturas feitas com este gadget não poderão servir para embelezar a sua mesa no trabalho ou a estante da sua casa depois de reveladas.

    Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

    Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

    Melhor não escutar tão alto

    Outro recurso que ficou abaixo do esperado foi o sistema de áudio. A primeira coisa que percebemos foi uma limitação de volume. Mesmo quando o colocamos no máximo, o som emitido nos pareceu baixo, sem contar a presença de chiados e claras distorções de graves. Em contrapartida, a perspectiva 3D promovida pelo dispositivo é agradável, um fato importante para quem pretende jogar ou assistir a vídeos nele.

    Pouco espaço de armazenamento

    É comum que as pessoas queiram carregar com elas as suas músicas, fotos e vídeos. A forma mais prática de fazer isso é com o celular, afinal ele quase sempre está com você. Se essa é a sua ideia com o Optimus L3 II, pode se preparar para comprar um cartão de memória adicional.

    Isso porque o smartphone da LG possui apenas 4 GB de armazenamento interno. Quando diminuído o espaço destinado para o sistema operacional, sobram menos de 2 GB para você guardar seus acervos digitais, ou seja, quase nada.

    (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

    Vale a pena?

    O Optimus L3 II não possui um preço oficial ou sugerido pela LG. Em pesquisas realizadas em sites comparativos de preços, levando em conta apenas lojas renomadas e confiáveis, encontramos ofertas para este modelo que vão de R$ 340 a R$ 399 — uma média aproximada de R$ 365.

    Tendo isso em vista e a sua especificação, o Optimus L3 II pode ser considerado um concorrente direto do Samsung Galaxy Y e do Sony Xperia mini pro. A seu favor pesam o seu tamanho reduzido e leveza — que proporcionam uma ergonomia agradável de pegada —, uma bateria com ótima autonomia e aplicativos exclusivos.

    Em contrapartida, o gadget deixa a desejar quando o assunto é reprodução de conteúdos multimídia e possui uma tela um tanto quanto limitada, câmera de baixa resolução e pouco espaço de armazenamento. Embora tenha conseguido rodar tudo que executamos, a sua configuração de hardware o impede de oferecer um desempenho excelente.

    Colocando tudo isso na balança, o Optimus L3 II pode entrar na sua lista de pesquisa de um novo smartphone na faixa dos R$ 400. Contudo, outros modelos podem oferecer um custo-benefício mais perceptível, como o Xperia mini pro.

    O aparelho utilizado durante a análise foi cedido pela assessoria da LG.

    Cupons de desconto TecMundo: