Após quarto trimestres consecutivos de crescimento, os negócios da LG começam a chegar a um ponto perigoso de estagnação. Segundo o site Business Korea, a empresa está passando por um período de baixas vendas de seus smartphones, também sendo prejudicada pela flutuação do câmbio e por uma temporada lenta de vendas de eletrodomésticos.

Segundo uma fonte ouvida pela publicação, a divisão mobile registrou perdas pelo sexto semestre consecutivo graças a falhas estratégicas relacionadas ao lançamento do LG G5. Com isso, as perdas operacionais da fabricante cresceram em mais de 100 bilhões de won (US$ 89,95 milhões) em relação aos 153,5 bilhões de won (US$ 137,61 milhões) registrados no trimestre anterior.

Embora a companhia tenha lançado o V20 como forma de contornar esse problema, o smartphone tem características que prejudicam sua rentabilidade. Além de ele ser focado em um público mais específico que o G5, seus componentes são mais caros de fabricar, o que diminui o lucro obtido com cada unidade vendida.

Trimestre desafiador

o terceiro trimestre fiscal que se aproxima costuma ser um período fraco para a venda de eletrodomésticos

A LG também registrou uma diminuição nas vendas de suas divisões de eletrodomésticos e televisores, que registraram lucros operacionais de US$ 754,7 milhões e US$ 620,6 milhões, respectivamente. No entanto, o terceiro trimestre fiscal que se aproxima costuma ser um período fraco para a venda de eletrodomésticos e o preço dos painéis LCD (90% do custo de fabricação de uma televisão) subiu em 10% desde a metade de 2016.

Isso não significa que a companhia está em apuros, mas sim que ela tem que ficar atenta aos rumos do mercado para não se tornar deficitária. E, nesse sentido, sua divisão mobile é a que tem a maior responsabilidade e dificuldade — diante de competidores de peso como Samsung, HTC e Apple, a companhia vai ter que promover uma verdadeira revolução para conseguir voltar a ter um papel de destaque nesse mercado.

Cupons de desconto TecMundo: