(Fonte da imagem: Divulgação/LG)

O LG G2 é um excelente dispositivo, o que faz com que as expectativas sobre seu sucessor sejam grandes. No entanto, não muitas informações sobre o LG G3 têm vazado, como aconteceu com o Galaxy S5 e o HTC One (M8), por exemplo.

O que sabemos até agora é que a tela do aparelho deve ter 5,5 polegadas, contar com a tecnologia Quad HD e resolução 1440x2560 pixels. O aparelho provavelmente também será resistente à água e ao pó e sua câmera pode ser de 13 megapixels, com sensor óptico de estabilização de imagem.

Há rumores também indicando que o processador do smartphone possa ser um quad-core Qualcomm Snapdragon 805, um octa-core MediaTek ou ainda um processador feito pela própria LG — sobre o qual falaremos mais a frente. Com rumores tão diversos, por enquanto tudo não passa de palpite.

Interface do usuário

Da perspectiva do consumidor, o LG G3 poderia ser um bom dispositivo para apresentar uma interface do usuário melhorada com a personalização que a LG costuma dar a seus aparelhos Android. Já que estamos esperando ver recursos personalizados que aperfeiçoem a experiência do usuário, por que não dar uma nova aparência também?

A Optimus UI em sua forma atual no G2 é bastante parecida com a interface TouchWiz, encontrada em dispositivos da Samsung. Se a captura de tela mostrada abaixo for real, então a LG realizou apenas mudanças sutis nos elementos de sua UI.

(Fonte da imagem: Reprodução/Phone Arena)

Os ícones dos aplicativos parecem um pouco mais achatados, o que pode ser uma tentativa de seguir a tendência estética usadas em aparelhos Apple e Samsung. De qualquer forma, seria interessante se houvesse mudanças mais significativas na UI fora da tela inicial.

Projeto Odin

Outros rumores sobre a empresa falam, desde três anos atrás, sobre uma iniciativa da LG em criar um chip SoC próprio, baseado em arquitetura ARM. O projeto teria ganhado até um nome e uma data de lançamento há pouco tempo. Com o suposto nome “Odin”, o processador contaria com a configuração de quatro Cortex-A15s de 2,2 GHz e quatro Cortex-A7s de 1,7 GHz. A empresa sul-coreana supostamente teria delegado a produção do Odin à TSMC, que usaria seu processo de produção para chips de 28 nanômetros.

Os rumores sobre a fabricação do Odin já teriam surgindo antes do lançamento do Optimus G, mas o processador não chegou a ser usado nele, nem no G, G2 ou G Pad 8.3. Informantes da Coreia dizem que a LG está enfrentando problemas com a finalização do design do componente e talvez ele também não chegue a tempo para o G3.

O LG G3 ainda não teve preço nem data oficial de lançamento divulgados, mas espera-se que o aparelho seja lançado entre maio e junho de 2014.

Cupons de desconto TecMundo: