(Fonte da imagem: Ehud Kenan/Wikimedia Commons)

Em entrevista para a revista Business Week, Larry Page, CEO do Google, falou sobre o seu relacionamento com Steve Jobs e sobre as declarações do fundador da Apple, publicadas em sua biografia, de que faria o que fosse preciso para exterminar o Android do mercado.

Page se mostra reticente quanto ao assunto. Para ele, Jobs era uma espécie de mentor e, diversas vezes, o cofundador da Google chegou a procurar Steve para se aconselhar. “Acredito que aquelas declarações tenham sido feitas apenas para o entretenimento”, explica Page. “Em termos de marketing, seria muito mais útil para ele que os fãs sentissem que têm um concorrente óbvio e, com isso, apoiassem ainda mais seus produtos”, destaca.

Como ambos tinham um bom relacionamento, é bem possível que as declarações de Jobs tenham realmente tido esse propósito. Steve era inteligente o suficiente para acreditar que ter um concorrente forte era mais importante do que estar sozinho no mercado.

Cupons de desconto TecMundo: