A Apple colocou no ar hoje a sua página oficial de venda do iPhone SE para o Brasil. Com isso, já podemos conferir o preço oficial que a marca praticará por aqui. O iPhone SE de 16 GB de armazenamento vai sair por R$ 2.699, e o de 64 GB ficará por R$ 2.999. Como já é de costume, a loja online da Maçã oferece 10% de desconto para pagamentos à vista. Com isso, os valores caem para R$ 2.429,10 e R$ 2.699,10 respectivamente.

Esses preços estão de acordo com os rumores que tinham circulado na web anteriormente, mas não sabemos quando exatamente o smartphone estará liberado para compra. Tudo indica que isso não deve demorar, uma vez que a página dele já está no ar e completamente pronta.

Vale destacar ainda que será possível comprar o iPhone SE brasileiro nas mesmas quatro cores em que ele é oferecido lá fora: prata, cinza espacial, dourado e ouro rosa. Você pode conferir todos os detalhes do dispositivo aqui.

Novo iPad Pro

Junto com essa novidade sobre os smartphones da Apple, também entrou no ar no site da empresa a página de venda dos iPads Pro de 9,7’’.  Eles serão comercializados nas mesmas cores que o iPhone SE, e os valores são os seguintes:

iPad Pro 9,7’’ WiFi: 32 GB – R$ 5.499, 128 GB – R$ 6.799 e 256 GB – R$ 7.999

iPad Pro 9,7’’ WiFi + 4G: 32 GB – R$ 6.599, 128 GB – R$ 7.899 e 256 GB – R$ 9.199

Tanto o novo iPad Pro quanto o iPhone SE foram homologados pela Anatel há pouco tempo e já podem ser comercializados no Brasil livremente. A data de lançamento só depende da Apple, e os dispositivos podem ficar disponíveis no site da empresa a qualquer momento.

Não sabemos se outras varejistas online também vão comercializar os novos iPhones e iPads no lançamento comercial brasileiro. Mas, caso você esteja a fim de trazer algum desses tablets ou smartphones dos EUA, confira os preços praticados por lá nos respectivos links. Vale notar ainda que o iPhone SE pode ter problemas de compatibilidade com as redes 4G brasileiras caso seja comprado no exterior. Saiba como driblar isso aqui.

iPhone SE vai custar R$ 2,7 mil no Brasil! Vale a pena? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: