Depois dos novos iMac, Mac mini e iPad Air 2, foi a vez do iPad mini 3 ser desmontado e avaliado pelo iFixit — site especializado em análises de engenharia reversa e manutenção de aparelhos eletrônicos.

As mudanças apresentadas pela terceira geração do iPad mini foram poucas e nada revolucionárias, tendo como destaque a adoção do recurso Touch ID ao botão Home do modelo. Ao abrir o dispositivo, o iFixit encontrou algumas peculiaridades sobre o novo item e outros componentes.

O primeiro ponto observado é que a estrutura e a organização das peças são muito parecidas as do seu antecessor — inclusive a nota de “reparabilidade” dada pelo site foi a mesma: 2 de 10, o que significa que ele é difícil de ser consertado.

Contudo, o fato mais “grotesco” apontado pela publicação é o uso de cola quente para fixar o sensor do Touch ID ao painel frontal — uma técnica amplamente usada mundo afora, mas que geralmente não é encontrada nos produtos da Maçã.

Por fim, foi localizado o novo chip NFC do iPad mini 3, o qual possui um sistema de segurança avançado para proteger as transações realizadas com o Apple Pay, o novo serviço de pagamentos dos equipamentos da marca que promete os transformar em verdadeiras carteiras digitais móveis.

Cupons de desconto TecMundo: