Entreter crianças e conectar familiares distantes por meio de chamadas em vídeo. Estas são as principais tarefas do primeiro robô de telepresença da América Latina. E mais, o R1T1, nome carinhoso da simpática máquina, está “trabalhando” pelos corredores do Hospital Universitário de Maringá (HUM), no Paraná.

Já há nove meses instalado junto ao centro médico, R1T1 foi concebido pelo engenheiro e empresário Antônio Henrique Dianin, que criou o robô inspirado em uma das invenções de Sheldon, personagem do seriado The Big Bang Theory. O protótipo, de acordo com informações do portal G1, era destinado a uso pessoal. “Era feio, mas me divertia”, diz Dianin.

Hoje capaz de estabelecer comunicação entre familiares, médicos e pacientes, a invenção mostra-se eficiente e tem ganhado cada vez mais utilidade. Brincadeiras lúdicas com crianças e até mesmo consultas médicas são realizadas plenamente pela máquina. Ainda conforme informa o G1, mais cinco máquinas como o R1T1 estão em uso pelo país.

Para Dianin, os robôs podem se tornar uma referência mundial – a intenção do engenheiro é fazer com que os hospitais públicos do Brasil possuam uma unidade do R1T1. “Se o governo fizer uma parceria conosco, podemos entregar um robô por semana, com produção em escala. Em dois anos, todos os hospitais públicos teriam seu R1T1”, explica o inventor. Mais informações podem ser conferidas aqui.

Cupons de desconto TecMundo: