Quem acessa sites eróticos com frequência no Reino Unido e tem menos de 18 anos de idade pode sentir um pouco mais de dificuldade na hora de visitar essas páginas no futuro. Isso porque políticos da ala conservadora do país querem dificultar ao máximo essa prática.

De acordo com o The Guardian, uma consulta pública foi iniciada para saber se a proposta teria aprovação da população. No documento, páginas adultas seriam obrigadas a fazer a verificação de idade, permitindo apenas que maiores de 18 anos visitem o conteúdo. A ideia é criar "ferramentas robustas" para pais e "proteções legais" contra abusos. Isso já acontece com aqueles pagos, que exigem cadastro de cartão de crédito. Os gratuitos, entretanto, estão livres para serem visitados por crianças e adolescentes.

"Ora, mas é só mentir na hora que pedirem a data de nascimento!", você pode pensar. Só que as autoridades também levaram essa gambiarra em conta: na proposta, as ferramentas de identificação seriam mais exigentes do que isso, envolvendo confirmação de dados via sistema de pagamentos e hospedagem, entre outros métodos. Segundo a ComScore, mais de 1,4 milhões de visitantes únicos de sites adultos por lá são menores de 18 anos.

Moradores do Reino Unido podem mandar críticas, propostas e sugestões ao manifesto antes de ele voltar ao debate político. Não há indicações de que outros países sigam a mesma proposta, mas não duvide se isso acontecer.

Sites eróticos devem ser travados para menores de 18 anos? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: