Cards Against Humanity se descreve como "um jogo festivo para pessoas horríveis" e, além de card game, é também uma organização que envia presentes aos assinantes durante todo o mês de dezembro. Só que a promoção, chamada Eight Sensible Gifts for Hanukkah, parece ter atingido um nível bizarro demais até para eles.

O dinheiro levantado das assinaturas (US$ 15) de 150 mil participantes permitiu ao Cards Against Humanity comprar uma obra assinada do pintor Pablo Picasso, a Tête de Faune, de 1962. Até aí tudo bem, mas a empresa não pretende ficar com a impressão — e são os assinantes online que decidirão o futuro.

São duas opções: doar a obra para a coleção permanente do Instituto de Arte de Chicago ou cortar a laser a obra em 150 mil pequenos pedaços de 1,5 mm e enviá-los a cada um dos assinantes? A votação termina em 31 de dezembro e só quem pagou a taxa pode participar. O resultado parcial não foi divulgado, só para aumentar o mistério. 

O site Hyperallergic investigou e acredita que essa obra é, na verdade, uma réplica assinada por Picasso. Ainda assim, será que vale a pena obter a pequena recordação? Aliás, no ano passado, a Cards Against Humanity comprou uma pequena ilha no Maine e a renomeou para "Havaí 2", dando a cada assinante um metro quadrado de posse no local.

Você destruiria uma obra de Picasso só para ter um pequeno pedaço dela em casa? Comente no Fórum do TecMundo