A “vending machine” (máquina de vendas) de óculos escuros da marca Chili Beans usa realidade aumentada em uma tela de 32 polegadas para que o cliente veja sua aparência com cada um dos 40 modelos. Instalada no Aeroporto Internacional de Guarulhos, a máquina oferece capacidade para 80 unidades e teve um custo de R$ 100 mil, entre desenvolvimento de software e construção das partes mecatrônicas.

O diretor de expansão da empresa, Mário Ponce Neto, diz que se inspirou na utilização de realidade aumentada após uma palestra sobre o tema, e viu na tecnologia a solução para o problema de reproduzir o rosto do cliente, permitindo ao comprador experimentar o produto antes de compra-lo.

Até mesmo a Apple tem uma participação na decisão de produzir a “vending machine”, já que Mário Ponce Neto conferiu a venda automática de iPods e acessórios em Nova York e conversou com pessoas da empresa sobre o retorno obtido pela máquina. Coube então à PixelLabs o desenvolvimento do dispositivo.

De acordo com a Chili Beans, ainda não há preço previsto para compra da máquina pelos franqueados da marca, mas acredita-se que hotéis, resorts e parques temáticos sejam os principais pontos de instalação do equipamento.

Cupons de desconto TecMundo: