É o fim do ponto cego?Fonte da Imagem: Yanko Design

Ponto cego. Um terror para muitos motoristas. Apesar dos três espelhos e dos cuidados de quem dirige, esta pequena deficiência pode causar acidentes graves. Pensando nisso, o designer Ho-Tzu Cheng desenvolveu um sistema para que o motorista não seja pego de surpresa.

Como? Três câmeras instaladas no carro — duas nas laterais e uma na parte de trás — filmam toda a área do ponto cego dos retrovisores comuns. A imagem gerada é bastante larga. Onde ela é exibida? No para-brisas!

Ela é mostrada em tempo real na parte de cima do para-brisas do veículo. As três câmeras são combinadas perfeitamente, sem falhas nos pontos onde termina uma imagem e começa outra.

Sistema de câmeras com projeção da imagem no para-brisas.Fonte da Imagem: Yanko Design

E em condições adversas, como pouca iluminação, chuva e outras situações de baixa luminosidade? O sistema também prevê tais dificuldades, logo, a imagem pode ser ajustada para tais situações.

Pelo que é possível perceber pelas imagens do projeto, conclui-se que o para-brisas precisa ser largo e alto, uma vez que a visão é panorâmica. Além disso, o foco do motorista não deve ser essa imagem, e sim o para-brisa, logo, é necessário um bom respiro entre elas.

O sistema parece prático, mas suscita dúvidas. É possível um motorista em uma estrada, por exemplo, a uma velocidade relativamente alta, conseguir se concentrar com duas imagens diferentes à sua frente? Como “ensinar” o cérebro de um motorista a modificar todo um padrão adquirido com a prática? Infelizmente, por se tratar apenas de um projeto de design, responder a essas perguntas não é tarefa nada fácil.

 

 

Cupons de desconto TecMundo: