Recentemente a Microsoft publicou em seu canal do YouTube um vídeo intitulado “A Few Perspectives on OpenOffice.org” (Algumas considerações acerca do OpenOffice.org). Visto mais de 121 mil vezes, o vídeo é uma espécie de coletânea de depoimentos de profissionais da área empresarial que declaram-se insatisfeitos com os produtos da concorrente.

Os depoimentos falam sobre problemas encontrados no programa, como incompatibilidade de macros no editor de planilhas e falta de um padrão de formatação no editor de textos. Além disso, também há comentários sobre os produtos Microsoft serem melhores por serem mais conhecidos, entre diversos outros argumentos.

A Microsoft tem como objetivo neste vídeo confundir os usuários lançando afirmações que nem sempre são verdadeiras, técnica conhecida como FUD – Fear, Uncertainty and Doubt (Medo, Incerteza e Dúvida). A razão mais provável para este vídeo ser publicado é o número crescente de usuários migrando para softwares livres, como o OpenOffice.org e o próprio Linux.

Outro argumento usado pela empresa seria o fato de que empresas usando software livre procuram economizar com as licenças, porém perderiam muito mais dinheiro por causa de diversos problemas apontados. Contudo, 10% do mercado global de aplicativos para escritório pertence ao OpenOffice.org (suas últimas versões obtiveram recordes de download). Ou seja, talvez a verdade não seja exatamente como a Microsoft tenta apontar em seu vídeo.

Cupons de desconto TecMundo: